A Caixa Econômica Federal começará a pagar nesta quinta-feira (16) o auxílio emergencial no valor de R$ 600para aquela parte da população que está cadastrada no Bolsa Família. Os depósitos irão seguir o calendário do programa permanente do Governo. Durante esta quinta e sexta-feira serão realizados 2,7 milhões de pagamentos. O cronograma, entretanto, continuará na próxima semana.

Aqueles que recebem o auxílio do Bolsa Família, que é pago entre os 10 últimos dias úteis de cada mês, não necessitou que se candidatasse para o recebimento do auxílio emergencial, pois, de acordo com o governo federal, a inclusão para esta parte da população foi realizada de forma automática.

Segundo o governo, entre os dois auxílios, o beneficiário será pago com o maior valor. Logo no primeiro dia do pagamento, 1.360.024 pessoas poderão receber o dinheiro, necessitando que o último digito do Número de Identificação Social (NIS) seja igual a 1. Já no segundo dia de pagamento, que será concedido para aqueles com o último digito de identificação igual a 2, sendo recebidos por cerca de 1.359.789 beneficiários.

Segundo informações do banco, 7,1 milhões de brasileiros já foram contemplados com o benefício de R$ 600, sendo injetados o total de R$ 4,7 bilhões na economia. Outros 11 milhões de chefes de família que não estão inscritos no CadÚnico receberão o auxílio emergencial do governo.

Reveja quem poderá receber o benefício

  • Poderão receber o benefício aqueles que realizam trabalhados sem vínculos formais, não tendo carteira assinada
  • Maiores de 18 anos, tendo o nome no Cadastro Único (CadÚnico), exibindo uma renda familiar de no máximo três salários mínimos (R$ 3.135) ou então o máximo de meio salário mínimo por cada familiar (R$ 522,50);
  • Trabalhadores que realizam serviços para os empregadores por hora, dias ou meses, denominados como intermitentes;
  • É necessário que estejam inscritos no Cadastro Nacional e Informações Sociais (SNIS) da Previdência Social, sendo maior de idade e respeitando os critérios que foram expostos acima;

Mulheres chefes de família

Aquelas mães solteiras chefes de família que são responsáveis pelo sustento de seus filhos poderão receber a quantia de até R$ 1.200, necessitando que siga os critérios expostos na matéria.

Beneficiários do Bolsa Família

Aqueles inseridos no Bolsa Família irão receber o auxílio emergencial se este se mostrar mais vantajoso. Quem recebe o Bolsa Família já está inserido no cadastro Único (CadÚnico), não necessitando que peçam a troca do auxílio. Não será possível acumular os dois benefícios

Será contemplado com o auxílio emergencial a parte da população de baixa renda e que está na fila do INSS com o intuito de receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC)

O projeto ainda permitirá que o auxílio seja antecipado com o intuito de zerar a fila do INSS.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!