Durante uma entrevista, transmitida ao vivo pela internet e realizada pelo BTG Pactual Digital, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que está otimista e que tudo dará certo para o Brasil. O motivo para essas afirmações está ligado ao fato de que não ocorreu uma queda relativa às importações brasileiras para a China.

Ao comentar a respeito disso, Guedes destacou que o Governo tem ciência da pandemia do novo coronavírus na China desde o mês de dezembro e, devido a isso, estava acompanhando os impactos econômicos. Entretanto, até o presente momento, as exportações ainda não caiaram e estão passando por uma alta no que se refere ao mercado citado.

Também durante a entrevista em questão, Paulo Guedes chegou a comentar sobre as exportações para Europa, continente bastante afetado pelo coronavírus; para os Estados Unidos, que começou a sentir os impactos da pandemia posteriormente; e para outros países da América Latina.

Para a Europa, as exportações caíram apenas 1%. Enquanto isso, para os Estados Unidos, a queda representou mais de 30%, assim como para a Argentina. Entretanto, Guedes assegurou que essas baixas foram compensadas pelo aumento nas exportações para a China.

Ainda comentando sobre os tópicos citados, Paulo Guedes chegou a afirmar que existem duas ondas que precisam ser acompanhadas com atenção de forma simultânea atualmente no Brasil: a saúde e a economia.

De acordo com o ministro, essa é a única forma de impedir que o Brasil entre em depressão. Mostrando-se otimista com o atual cenário, Guedes ainda ressaltou que o país tem a capacidade de reagir à crise e que vai causar surpresa em todo o mundo.

Paulo Guedes fala em crescimento econômico

Ainda durante a entrevista em questão, o ministro da Economia chegou a dar notícias relativas a um possível crescimento econômico do Brasil para o ano de 2020.

Na ocasião, Guedes destacou que o Produto Interno Bruto (PIB) possivelmente subiu cerca de 1,7% e, integralmente a subida foi de 1,3%.

Além disso, também durante a entrevista em questão, Paulo Guedes chegou a afirmar que o mês de janeiro de 2020 representou a “melhor arrecadação da história” e a segunda melhor aconteceu em fevereiro do mesmo ano.

Também durante a sua entrevista, Paulo Guedes chegou a afirmar que todos os cuidados necessários para salvar as vidas dos brasileiros devem ser tomados, mas que não é possível ignorar os sinais que a economia dá para o governo.

O ministro também afirmou que existe a necessidade de que a população não se desentenda para conseguir passar por essa crise de maneira eficiente e pontuou que preservar a economia não significa sair imediatamente do isolamento social. Por fim, Guedes destacou que essa medida somente será tomada futuramente.

Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!