Durante a manhã da última quinta-feira (23), Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, chegou a afirmar que não acredita nos relatos feitos por Kim Jong-un, o líder da Coreia do Norte. Os relatos em questão são relativos a uma doença de Jong-um e Trump chegou a destacar que, para ele, as informações não estão corretas.

De acordo com informações fornecidas pelo site G1, o presidente dos Estados Unidos chegou a fazer as afirmações em questão durante uma coletiva de imprensa, que aconteceu na Casa Branca, localizada em Washtington.

Ainda durante a ocasião em questão, segundo o site citado, Donaldo Trump chegou a afirmar que possui boas relações com a Coreia do Norte e especificamente com Kim Jong-un.

O presidente ainda destacou que espera sinceramente que o líder norte-coreano esteja bem de saúde.

Entretanto, é possível afirmar que, conforme as informações do G1, Trump não chegou a afirmar na coletiva de imprensa citada se teve contato com os informantes da Casa Branca responsáveis por repassar a informação sobre a gravidade da doença de Kim. Assim, o presidente dos Estados Unidos afirmou que, para ele, essas informações foram baseadas em documentações antigas.

É possível afirmar que Donald Trump foi p primeiro presidente a conseguir se encontrar com Kim Jong-un na história. Os dois estiveram juntos ainda em 2018, na cidade de Singapura. Entretanto, depois que uma rodada de reuniões, prevista para acontecer no Vietnã, não teve o sucesso esperado, o relacionamento entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte acabou ficando estagnado.

Também é possível informar que, segundo o G1, Donald Trump e Kim Jong-un chegaram a se encontrar ainda no ano de 2019. O encontro em questão aconteceu na fronteira entre as duas Coreias. Entretanto, mesmo com essa nova conversa as negociações relativas à desnuclearização do regime da Coreia do Norte não teve muitos avanços.

É possível afirmar que o país em questão tem retomado os seus testes com mísseis.

Entenda as especulações sobre Kim Jong-un

Ainda no início dessa semana, vários veículos de comunicação dos Estados Unidos, assim como um site mantido por desertores da Coreia do Norte, chegaram a afirmar que o líder do país em questão estava passando por um tratamento depois de se submeter a uma cirurgia cardiovascular.

Uma rede de TV, não citada pelo G1, chegou a afirmar que Jong-un estava em estado grave.

Entretanto, a Coreia do Sul, que realiza o monitoramento do regime vizinho, e a China, aliada da Coreia do Norte, não chegaram a fornecer nenhum tipo de confirmação a respeito do site destacado. Devido ao Governo fechado do país, não foi possível verificar a veracidade dos relatos até o presente momento.

Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!