Chegou ao fim a saga da atriz Regina Duarte na Secretaria de Cultura do governo Bolsonaro. O presidente postou um vídeo na manhã desta quarta-feira (20) anunciando a saída da artista da secretaria. O vídeo foi divulgado por Bolsonaro através do seu perfil no Twitter, com a artista ao seu lado.

Bolsonaro explica saída de Regina Duarte

O presidente informou aos brasileiros que a atriz Regina Duarte estava deixando a Secretaria de Cultura, pois estava sentindo falta de sua família, que mora em São Paulo. Desde que aceitou o convite do presidente, no começo do mês de março, a artista estava ficando mais em Brasília, longe da família.

Segundo Bolsonaro, esse seria o motivo para sua saída da secretaria, mas o mesmo informou que a famosa continuará contribuindo para o seu governo. Ele informou que a atriz poderá continuar seu trabalho de contribuição para o governo e com a cultura do Brasil e disse que a mesma assumirá nos próximos dias a Cinemateca, de São Paulo. O presidente disse também que será demonstrado, durante a transição da atriz, o trabalho que ela realizou nos últimos 60 dias em que era Secretária de Cultura.

Regina Duarte pergunta se foi 'fritada'

Regina Duarte, que foi muito criticada pelos artistas ao assumir o cargo no governo Bolsonaro e por demonstrar apoio à classe artística nesse momento de crise pelo novo coronavírus, aproveitou a ocasião e disse a Bolsonaro que estava lá para perguntá-lo se o mesmo estava "fritando-a".

A atriz disse que viu essa notícia na imprensa, que disse não acreditar mais, e que por isso decidiu perguntar isso pessoalmente ao político. Bolsonaro disse que toda semana a mídia divulga que ele está fritando dois ou três ministros e que isso é feito para desestabilizar o seu governo e jogá-los no chão, mas disse que não vão conseguir e que jamais fritaria a artista.

Sobre Regina Duarte assumir a Cinemateca

A famosa disse que o comando da Cinemateca de São Paulo é um sonho de todo artista e que ela é um braço da cultura que funciona em São Paulo, além de ser um museu que contém toda a história da filmografia do Brasil. Segundo Regina Duarte, ter a oportunidade de secretariar a Cinemateca é um verdadeiro presente.

O presidente Jair Bolsonaro disse que quer o bem da atriz e isso é devido ao seu passado e por tudo que ela representa para os brasileiros.

O político disse se sentir feliz pela artista poder estar perto da família em SP, mas se diz triste por ela não estar mais em Brasília.

Possível substituto de Regina Duarte

Nesta terça-feira (19), o presidente divulgou um vídeo do ator Mário Frias, onde o mesmo dizia na CNN que estava disponível para Bolsonaro, no que ele quisesse. Na ocasião o ator falou que torcia por Regina Duarte, que era um ícone que mexeu com seu coração e que a amava e era seu fã.

O rapaz disse que se fosse pelo bem do Brasil estava ali para correr o risco e assumir a pasta da Secretaria da Cultura. Ele disse que respeitava o presidente e que via muitas chances do Brasil ser respeitado, ter dignidade e honestidade, como uma democracia forte e consolidada.

Desde que o vídeo foi divulgado por Bolsonaro, os brasileiros estão cogitando que o ator possa ser quem vai assumir a Secretaria da Cultura no lugar de Regina Duarte e segundo o jornal O Globo, o presidente já convidou o ator para o cargo, mas ainda não foi divulgado se o mesmo aceitou.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!