Segundo informações da Secretaria de Comunicação da Presidência, Mário Frias, o atual secretário de Cultura do Governo Bolsonaro, teve um princípio de infarto. Mário Frias foi levado para um hospital de Brasília após sofrer com princípio de infarto.

Ainda de acordo com informações do planalto, Mário Frias foi submetido a um cateterismo. O cateterismo consiste em um exame realizado para diagnosticar doenças nas artérias. Se caso for identificada alguma lesão, o procedimento leva o stent, que se trata de uma espécie de mola metálica que tem a função de manter as paredes das artérias cooronárias abertas, até o local que há a obstrução.

No procedimento do cateterismo, um cardiologista realiza uma incisão pequena na virilha ou no punho do paciente e insere um cateter que percorre o vaso sanguíneo ate chegar ao coração. Todo o procedimento é realizado com o apoio de uma espécie de raio-X, a fluoroscopia, que se trata de uma técnica de imagem usada para auxiliar que o cateter suba até a artéria.

A Secom não deu mais detalhes acerca do estado de saúde do secretário da Cultura. Ele se encontra hospitalizado no hospital Santa Lúcia Norte, que fica localizado na Asa Norte.

O portal G1 procurou informações com o hospital que afirmou que não podia passar detalhes acerca da internação do paciente.

Mário Frias cancelou compromissos

Na quarta-feira (9) o secretário cancelou seus compromissos após apresentar sintomas do viirus.

Apesar disso, ainda não foi confirmado se ele realmente está contaminado.

Na quinta-feira, o secretário tinha 5 eventos confirmados em sua agenda, entretanto, nesta sexta feira não tinha nenhum compromisso marcado.

Nomeação de Mário Frias

O atual secretário da Cultura foi nomeado no dia 19 de junho de 2020. Ele ocupou o cargo da atriz Regina Duarte, que esteve à frente da pasta por dois meses.

A atriz foi alvo de críticas por não dar expediente em Brasília e por não agir com pulso firme em alguns temas que eram importantes para os aliados de Bolsonaro, segundo informações da colunista Carla Araújo, do UOL. Na época em que pediu exoneração do cargo, Regina Duarte afirmou que a decisão ocorreu porque queria ficar mais perto de sua família e queria trabalhar em São Paulo.

Polêmica de Mário Frias com Adnet

O humorista Marcelo Adnet divulgou uma paródia em suas redes sociais sobre uma publicidade feita por Mário Frias para homenagear o Dia da Independência do Brasil, comemorado no dia 7 de setembro. A paródia do humorista não foi bem vista pelo secretário, nem pela Secom, que acabaram se manifestando a respeito.

Mário Frias chegou a chamar o humorista de “frouxo”, “bobão”, “palhaço” e “sem futuro”. A Secom também criticou o humorista afirmando que Adnet fez “pouco caso dos brasileiros”.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!