Na noite deste sábado (05), uma Mulher de 45 anos de idade foi morta com golpes de faca na cidade de Garibalde, na Serra do Rio Grande do Sul. Segundo testemunhas, a vítima identificada como Jocelaine de Paula Neto teria sido atingida por várias facadas depois de iniciar uma discussão com o marido, que teria chegado em casa sob o efeito de bebida alcoólica. Após o crime, a Polícia Militar da região foi chamada e logo em seguida conseguiram prender o companheiro da vítima, que chegou a fugir do local do crime.

Geraldo Mariani, de 56 anos de idade, foi preso em flagrante pelos agentes.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Clóvis Martins, não resta nenhuma dúvida de que Geraldo é o principal responsável pela morte da esposa.

Ainda segundo o delegado Martins, não há registro de nenhuma queixa contra ele feita por Jocelaine, mas uma busca será realizada no sistema da polícia para saber se existe alguma ocorrência de agressão realizada por quaisquer outra companheira de Geraldo.

Alguns familiares da vítima já prestaram depoimento no caso e outras testemunhas também serão chamadas para serem ouvidas. No local do crime havia uma menina de 6 anos de idade, que é filha de Geraldo, mas os agentes militares ainda não sabem ao certo se ela chegou a presenciar o crime. O delegado menciona, que Geraldo e Jocelaine moravam juntos a apenas seis meses em uma casa embaixo da casa da mãe da vítima.

O corpo de Jocelaine foi achado do lado de fora da residência, mas há indícios de que a discussão e as agressões teriam começado no interior da casa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Mulher

O suspeito e a vítima estavam em um mesmo bar horas antes de acontecer a tragédia

Segundo relatos de testemunhas, tanto Jocelaine quanto Geraldo estavam no mesmo bar horas antes do crime, mas a mulher voltou para casa e o marido continuou no mesmo bar retornando somente mais tarde para a residência. No meio do caminho, Geraldo ainda chegou a bater com automóvel que dirigia por estar perfeitamente embriagado.

De acordo com policiais militares que atenderam a ocorrência, quando o suspeito foi preso em flagrante ele ainda estava com as roupas sujas de sangue, e ao ser perguntado do que havia acontecido, ele afirmava que não se lembrava de nada.

Em depoimento na delegacia, Geraldo que possuía um ferimento em uma das mãos, disse que só falaria em juízo.

O caso está sendo tratado como feminicídio e suspeito será encaminhado para uma penitenciária da região.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo