A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (2) uma mulher suspeita de ter matado o próprio filho de apenas três meses. O crime ocorreu na manhã desta segunda-feira, na residência da mulher, na cidade de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco, a cerca de 40 quilômetros do Recife. A mãe da criança, identificada como Solange Vicente Rodrigues, de 20 anos, foi presa em flagrante e poderá ser indiciada por homicídio doloso, quando existe intenção de matar.

Segundo o delegado responsável pela investigação dos caso, Marco Maggi, da 17ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DHP), os agentes teriam recebido algumas denúncias realizadas por vizinhos da mulher de que o crime teria ocorrido e foram até o local para averiguar a situação. Chegando na residência da suspeita, na rua da Madeira, moradores revoltados com a situação estavam se aglomerando em torno da casa a fim de linchar a mulher, mas foram contidos pelos policiais que conduziram Solange até a delegacia, onde teve seu depoimento sobre os fatos registrado.

Conforme a polícia, o corpo da criança não apresenta lesões aparentes e a principal suspeita é de ela tenha sido morta por asfixia. As autoridades agora aguardam o resultado do exame cadavérico para estabelecer a causa da morte.

Ainda segundo a polícia, Solange também teve outro filho, gêmeo do bebê assassinado, que morreu logo após nascer, mas este caso não está sendo investigado, pois a criança teria morrido de causas naturais e nem teria chegado sequer a receber alta do hospital onde nasceu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Na segunda-feira foi designado que Solange teria que ser encaminhada para uma audiência de custódia no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), nesta terça-feira (3), para decidir se ela terá o direito de responder o inquérito em liberdade ou não.

A mulher passará por exame de sanidade mental

Ainda conforme o delegado de homicídios, existe a hipótese de a mulher ter cometido o crime por conta de problemas mentais decorrentes de fatos relacionados ao parto.

"Estamos levando em consideração essa questão e já pedimos a realização de exame de sanidade", comenta o delegado.

Com a descoberta do crime na residência da suspeita, a área foi isolada para que a perícia realizasse os primeiros trabalhos investigativos e o corpo do bebê foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Santo Amaro, onde será analisado pelos peritos policiais.

Se for indiciada, Solange poderá cumprir pena em um complexo penitenciário da região.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo