Lorrana Madalena da Luz Manuel, de 14 anos, morreu na madrugada da última quarta-feira (23) após receber um doce de uma mulher desconhecida dentro de um trem da SuperVia, no Rio de Janeiro. A suspeita da Polícia é que a garota tenha sido envenenada.

A jovem voltava de um curso na capital em direção ao trabalho da mãe, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Já em casa, em São João de Meriti, Lorrana teria passado mal e foi levada pela mãe a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas acabou sofrendo uma parada cardíaca e morreu.

Segundo a família da jovem, ela teria chegado em casa sentido muitas dores na região da cabeça e disse a mãe que teria recebido um doce de uma mulher dentro do trem. Perto da meia-noite, as dores de Lorrana teriam ficado mais fortes e acompanhadas de enjoo, suas pernas ficaram dormentes e a boca teria começado a espumar, o que fez com que a mãe, a vendedora Gisele José da Luz, de 32 anos, a levasse às pressas para UPA da região.

Lorrana foi conduzida rapidamente para a sala vermelha, onde foi entubada, mas acabou morrendo.

"Depois que ela ficou internada eu voltei para casa para apanhar roupas e quando retornei me disseram que ela já estava morta. Com isso eu me joguei no chão e pedi a Deus para minha filha voltar para mim", explica Gisele.

Tia diz que menina sofreu três paradas cardíacas

Renata da Luz, tia de Lorrana, disse que a adolescente teria ficado em companhia da mãe em seu trabalho normalmente e que por volta das 19h, já em casa, teria começado a se sentir mal.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Inicialmente a mãe teria lhe dado um medicamento, o que fez com que as dores melhorassem. Lorrana então lanchou normalmente, mas por volta da 1h voltou a sentir dores e dizia que não estava enxergando nada, foi quando sua irmã a levou para receber cuidados médicos. "Minha irmã percebeu que ela estava com uma espécie de gosma na boca e correu com ela para a UPA. Ela chegou a fazer uma lavagem estomacal, mas por volta das 5h ela sofreu três paradas cardíacas e morreu" conta a tia.

A polícia investiga o caso

De acordo com o delegado responsável pela investigação do caso, Vinicius Domingos, do Departamento de Polícia de São João de Meriti, há fortes indícios de que Lorrana teria sido envenenada, mas somente o resultado do exame toxicológico realizado no corpo da vítima poderá esclarecer isto. "Ainda temos que aguardar o resultado dos exames feitos no corpo da menina para saber a real causa da morte.

Nesta quinta-feira nossos agentes irão até a SuperVia para procurar saber o horário em que ela teria pego a condução e tentaremos analisar as câmeras de segurança em meio ao trajeto para tentar identificar a pessoa que lhe teria dado o suposto doce", explica o delegado.

Após a morte da jovem, a notícia se espalhou rapidamente pelas redes sociais e houve muita comoção por parte de amigos e pessoas próximas.

A direção da escola em que Lorrane cursava o 7º ano lamentou muito o ocorrido e colocou para ela uma postagem de homenagem na internet.

Lorrana foi sepultada nesta quinta-feira, no Cemitério Tanque do Anil, em Duque de Caxias.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo