A SPTrans encerrou nesta segunda-feira (30) o prazo para que os usuários do Bilhete Único Comum, emitido antes de 2014, sem identificação do proprietário e com saldo superior a R$ 43, fizessem a transferência desses créditos para um novo cartão personalizado. O site da SPTrans orienta que o usuário pode obter créditos na modalidade (Mensal, Estudante, Vale-Transporte e Comum). O portador do Cartão Comum pode utilizá-lo em ônibus, micro-ônibus, Metrô e CPTM, além dos terminais e estações de transferências do Expresso Tiradentes.

De acordo com portal G1, a modalidade do cartão Comum é que vem sofrendo modificações no sistema para evitar atos fraudulentos. Nesse sentido, a concessionária dos cartões recomenda que o interessado na obtenção desse benefício acesse o site bilheteunico.sptrans.com.br e faça o cadastro. Concluído o processo e com a foto aprovada pelo sistema, o cidadão poderá retirar o novo cartão em um dos terminais de ônibus municipais.

O usuário cadastrado tem ainda um prazo de 72 horas para retirar o novo cartão no posto da SPTrans. O recarregamento do novo cartão pode ser feito nas lojas físicas, lojas virtuais e postos de venda e de atendimento, pontos de vendas de créditos, como bancas de jornais, padarias e mercados.

Município tem 7 mil bilhetes com mais de R$ 43

Ainda segundo o portal G1, o município de São Paulo possui cerca de sete mil bilhetes únicos comuns com mais de R$ 43 de crédito.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo

O passageiro que teve o valor bloqueado após o período estipulado pela SPTrans, para gastar ou transferir o valor excedente, será restituído apenas quando estiver de posse do novo cartão com fotografia e dados pessoais do proprietário na faixa magnética. É necessário a devolução do cartão anônimo, ou seja, sem identificação, para não pagar o valor de R$ 30,10, correspondente a 7 tarifas das passagens de ônibus.

O Bilhete Único Comum pode ser adquirido por qualquer cidadão e permite 4 viagens em 3 horas. Nos postos de venda e atendimento é possível resolver também problemas de cartão bloqueado, restituição dos créditos e emissão de segunda via. O Bilhete Único da SPTrans, mais precisamente o Vale-Transporte, podem ser comprados nas lojas físicas da rua Augusta e da região da Santa Cecília.

Não serão bloqueados os cartões de portadores de créditos tipo Vale-transporte.

Os recursos deles estarão liberados normalmente. No mês de maio, a Secretaria de Mobilidade e Transporte (SMT) esticou em quatro meses o período para os gastos dos créditos do tipo comum, beneficiando os usuários com saldo excedente e que não teriam como consumi-los até 1º de junho.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo