O Senado começou a fazer algumas pesquisas online nessa terça-feira (18) com o tema ''Porte de armas no Brasil''. Uma pesquisa foi criada pelo Senado [VIDEO], onde algumas pessoas poderiam votar se são a favor ou contra o porte de armas no Brasil. Três horas após o início da enquete, cerca de 70 mil pessoas já haviam participado da pesquisa, e 61,6 mil pessoas se diziam a favor da liberação, enquanto 6,8 mil pessoas se manifestaram contra.

A liberdade de acesso às armas é uma exigência que consubstancia a própria dignidade humana, onde a intenção do projeto é dar ao cidadão de bem o poder se defender dos maus feitores em momentos de risco.

Uma pesquisa divulgada pelo Datafolha, mostra que todo ano cerca de 60 mil pessoas são mortas vítimas de homicídios, onde boa parte dos casos não teve chance de reação.

Até o ano de 2003, o acesso às armas no Brasil [VIDEO]era permitido. A intenção era amenizar a violência no país, mas isso não foi uma boa escolha, já que o índice de homicídios não parou de crescer. A média de homicídios por ano nas décadas de 90, era de 15 mil por ano.

Alguns países adotaram essa lei, e a taxa de homicídios é bem menor, se comparado ao Brasil. Os Estados Unidos são autônomos para legislar esse assunto. Em alguns deles, como Massachusetts, a venda e o porte de armas são proibidos. No entanto, na maioria, o uso e a venda de armamentos pessoas são permitidos.

Em alguns Estados, o debate se dá em torno da proposta de limitar a venda de armas a 20 unidades por pessoa.

Se o usuário quiser mais do que isso, necessitará de uma licença especial.

O desarmamento não apenas deixa uma população menos livre, como também deixa menos segura. E não existe liberdade individual se o indivíduo está proibido de se proteger contra eventuais ataques físicos. Liberdade e autodefesa são conceitos totalmente indivisíveis. Sem o segundo, não há o primeiro.

Diferença entre porte e posse de arma de fogo

Muitas pessoas não percebem a diferença entre o porte da arma de fogo e a posse. A posse é o ato de possuir uma arma de fogo de sua residência ou de um estabelecimento comercial (desde que o indivíduo com a posse seja o dono do estabelecimento).

O porte, por outro lado, diz respeito a portar, transportar uma arma de fogo em locais públicos, fora da própria residência. Todo cidadão qualificado para portar uma arma de fogo poderá transportar a arma e todo território nacional. Se o cidadão for pego portando mais de duas armas, terá que apresentar uma justificativa.