A Marcha para Jesus, que acontece em São Paulo todo ano, é muito importante para os evangélicos. Reúne várias congregações para agradecer a conquistas e ganhos. Porém, a marcha desse ano teve um fato inusitado: recebeu a presença do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) que, segundo a jornalista Naiara Galarraga Gortázar do El País Brasil, foi uma promessa de campanha.

É de conhecimento de todo o país que Bolsonaro é uma pessoa cristã e que os cristãos – em sua maioria – o apoiam e votaram nele. Desde a campanha, o presidente vem prometendo ir à festa evangélica para fortalecer a aliança, já que 30% dos brasileiros são evangélicos.

Embora muitos especialistas na área politica venham discordando da posição do presidente e digam que ele deveria ser o presidente de todos. Vale lembrar que em inúmeras entrevistas, ele se diz católico e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, evangélica.

Segundo a jornalista, também é uma estratégia politica, pois, como já foi dito, 30% dos brasileiros são evangélicos e a sua maioria é de apoiadores de Bolsonaro. Mas não é só ele que vem olhando o fato de a Religião evangélica crescer no Brasil, a chamada “bancada da Bíblia” também está de olho. Sabe-se que para o presidente fazer as reformas que precisa, tem que conquistar tanto essa porcentagem da população quanto a bancada evangélica.

Isso também pode ser visto na fala de Bolsonaro no evento, quando disse que eles (os evangélicos) foram decisivos para a mudança do rumo do Brasil.

Ainda afirmou que todos sabem que o Brasil tem um grave problema de ética, de moral e na economia. Ressalta também que os cristãos podem ser um ponto de mudança de rumo. Bolsonaro ressalta que ele diz que o Estado é laico, porém ele é cristão.

Bolsonaro ainda afirmou que poderá disputar a próxima eleição para presidente.

Se ele conseguir fazer uma boa reforma política, ele poderia descartar a reeleição. Se não houver essa reforma politica, Bolsonaro admitiu que, se o povo quiser, ele está disposto a ficar mais quatro anos na cadeira da Presidência.

Quem organiza a Marcha para Jesus

A Marcha para Jesus acontece em São Paulo há 27 anos e sempre foi organizada pela Igreja Renascer em Cristo e realizada no dia de Corpus Christi, e tem apoio de várias outras congregações.

No ano de 2018, a festa reuniu mais de 1,5 milhão de fiéis. Segundo o artigo do El País Brasil, Bolsonaro deve sempre agradecer aos neopentecostais, pois a maioria depositou muita fé em seu governo. Só nesse grupo (cristão), mais ou menos 68% dos votos do presidente saíram dos evangélicos, muito mais do que católicos, que foram 50%. Na mesma noite que Bolsonaro teve a sua vitória anunciada, o primeiro gesto dele foi fazer uma oração diante das TVs com um pastor. Com Bolsonaro, essa parcela cristã chegou ao poder.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Educação
Seguir
Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!