Neste domingo (29), encerrou a primeira parte do Rock in Rio 2019, que retornará nos dias 3 a 6 de outubro. Uma mistura de rock com axé brasileiro de ritmos variados e consagrados, como Ivete Sangalo e Alcione, grupos e músicos bem conhecidos do hit internacional, como Bon Jovi no Brasil e Foo Fighters (no sábado), e outros mais locais, como Nós do Morro, ou ascendentes, como Jade Baraldo - finalista do "The Voice Brasil".

Tinha som para todas as tribos. Nem tanto Rock, nem tanto samba. Incluiu pop, rap e eletrônico, divididos em palcos específicos.

No rock propriamente dito, palco Mundo, o principal, foi a casa de Bon Jovi, Dave Mattews Band, Goo Goo Dolls e Ivete Sangalo, no domingo. E Foo Fighters,Tenacious D, Weezer e CPM22 + Raimundos no sábado (28), Sexta-feira foi a vez de Drake, Ellie Goulding, Bebe Rexha e Alok.

Beijo na boca e pedido de casamento

Sexta-feira, na abertura do evento, uma das atrações principal foi do rapper canadense Drake. Uma apresentação irregular, com problemas na iluminação e o cancelamento da transmissão ao vivo do artista. O show não foi propriamente ruim, mas os imprevistos causaram certo mal estar.

Jon Bon Jovi, que beijou fã na boca, encerrou a última noite, no domingo. É um veterano desse evento.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Música

Foi sua 5ª apresentação. Cantou seus principais sucessos ao longo de 36 anos de estrada --período que sua banda gravou 19 discos e faturou inúmeros prêmios. Com a voz já não tão potente como outrora, o meninão de 57 anos usou recursos teatrais para levantar a galera, como o beijo em uma moça, seguido de um tapinha nela em cima do palco. O povo deu uma força e fez coro em várias músicas, provando que o repertório da banda ainda está na memória afetiva de muita gente.

O grupo mostrou entrosamento, mesmo sem a presença do guitarrista Richie Sambora, que se desentendeu com Jon e foi substituído por Phil X --que também esteve no Brasil em 2017.

Também na galeria dos grandes do rock de ontem e da atualidade, Foo Fighters, a banda norte-americana formada pelos ex-Nirvana Dave Grohl e Pat Smear em 1994, após a morte do vocalista Kurt Cobain, tocou sábado. Não teve beijo na boca no palco, mas um casal de noivos com pedido de casamento ao vivo.

Esses jovens "dinossauros" apresentaram músicas do Queen, Beatles e Stones, além de seus próprios sucessos. O líder do grupo, Dave Grohl, 50 anos, recordou sua passagem no Brasil com o Nirvana em 1994, no Hollywood Rock.

Ivete Sangalo, no palco principal dos deuses do rock, mostrou que também está em forma nos 25 anos de carreira e 16ª presença no Rock in Rio. Tocou até bateria na abertura do evento, no domingo.

E dedicou músicas aos filhos. Justificando que dia de rock é também dia de axé, a baiana embalou a plateia em seus próprios sucessos e também alguns de Roberto Carlos e Tim Maia. Ivete disse que no Rock in Rio anterior estava presente com as filhas gêmeas --Helena e Marina-- na barriga. E mandou um beijo para elas e para o "papai delas".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo