Há poucos dias, Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, deu um pronunciamento sobre a situação de isolamento social imposta pela Organização Mundial de Saúde na intenção de conter a disseminação do novo coronavírus pelo mundo. Jair Bolsonaro é contra o fechamento do comércio e o fato do país está praticamente parado, funcionando apenas serviços essenciais.

Bolsonaro disse que caso ele pegasse a covid-19, pelo fato de ter sido atleta, o máximo que teria seria uma "gripezinha" ou um "resfriadinho", e que o Brasil não podia parar. Muitas pessoas deram a sua opinião sobre a fala do Presidente em cadeia Nacional, e a ex-candidata à presidência da República, Marina Silva, também deu a sua opinião.

Marina Silva criticou pronunciamento de Bolsonaro

A ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente fez um vídeo e postou em seu Twitter criticando a fala do atual presidente do Brasil. De acordo com Marina Silva, as ideias do líder do Brasil são suicidas. Marina ainda disse que o Ministro da Saúde teria que escolher se iria honrar seu diploma médico ou seguir as ideias irresponsáveis e autoritárias do Presidente.

Marina Silva ainda disse que Jair Bolsonaro precisava ser colocado em isolamento político, para que parasse de infectar o Brasil. A política falou ainda sobre a situação que o mundo está vivendo por causa do coronavírus e disse que é o pior momento que a humanidade já passou. E reforçou lembrando que mais de 3 bilhões de pessoas estão em isolamento cumprindo as recomendações da OMS, para evitar a propagação da covid-19.

Para Marina Silva Bolsonaro desautorizou Mandetta

Continuando sua gravação, Marina disse que na contramão de tudo que está sendo pedido pela OMS, veio o presidente do Brasil e deixou a população brasileira estarrecida ao desautorizar o ministro da Saúde Mandetta, que estava conseguindo orientar de forma adequada o Brasil.

Se referindo à fala do Presidente sobre o fato de ser atleta e não ser muito afetado caso viesse a se contaminar com a covid-19, Marina disse que ele tripudiou sobre as pessoas que já perderam familiares vítimas da doença e também tripudiou sobre os profissionais da área de saúde, que estão se arriscando para cuidar da saúde da população.

A ex-ministra disse que Jair Bolsonaro não é super-herói e que precisa aprender a agir segundo o que exige a posição que ocupa e fez um pedido para que ele pare de infectar o Brasil. Para Marina Silva, como Bolsonaro não tem autoridade técnica para falar sobre a área da saúde, ele deveria agir como líder, com autoridade ética buscando diminuir o sofrimento da população.

Marina Silva sobre Bolsonaro e a imprensa

A política Marina Silva tem sido bem ativa em seu Twitter, dando a sua opinião sobre as atitudes e falas de Bolsonaro em relação ao coronavírus.

Ela estava totalmente contra o dinheiro que seria investido em uma campanha publicitária que seria usada para pedir que o Brasil não pare.

Em uma das suas postagens, Marina deu sua opinião sobre a relação do Presidente com a imprensa. Ela disse que Jair estava prestando um desserviço aos brasileiros ao ir contra a imprensa e que ele estava bombardeando o serviço de quem era para estar mobilizado para trabalhar de forma integral, os governadores e os prefeitos.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!