Com as proibições de aglomerações de pessoas desde a chegada mais frequente do Corona Vírus, as Igrejas, escolas, praças esportivas tiveram que se adequar a uma nova realidade. Assim sendo, as Igrejas evangélicas no Brasil, conhecidas por levarem muitas pessoas aos seus locais de fé apostaram na internet como uma grande ferramenta. Uma parte considerável das denominações protestante tem gravados reuniões onde apenas os ministrantes e pregadores fazem parte. O público que geralmente interage e louvam junto com aqueles que estão ministrando agora ficam em suas casas.

Com o período de quarentena ficando cada vez mais rigoroso a quantidade de pessoas em casa e, portanto, potenciais expectadores aumenta, o que anima a muitas Igrejas que querem divulgar sua mensagem.

Alguns vídeos são visivelmente amadores, já outros são bastante sofisticados, mas em ambos tentam manter a fé e o bom senso, já que a exposição de estar em um culto tradicional não é algo aconselhável.

Embora encontre alguma resistência entre fieis, as reuniões on line, podem ser para muitos a única alternativa possível e segura para manter os cultos.

Também nas redes sociais é comum vermos vídeos caseiros retratando cultos em casas com a presença apenas da família. Além de pedir proteção a sua família diante deste surto epidêmico, os conhecidos como "cultos domésticos" participa de campanhas como, por exemplo, orar todos (cada família em seu lar) em um determinado horário ou ainda cantar louvores das sacadas de apartamentos.

A fé vai se demonstrando viva mesmo as restrições de manifestações e reuniões.

Transmissão dos cultos tem conquistado pessoas

É claro que nem tudo são rosas. Recentemente um pastor famoso no meio evangélico defendeu a continuidade dos cultos tradicionais com o público. Esta resistência ao esvaziamento do público ao culto em nada tem haver com as tecnologias e sim por princípios defendidos pelo líder desta denominação.

A adesão ou não do culto ser feito apenas de maneira on line (durante esse período de epidemia), tem dividido opiniões no meio considerado gospel. No entanto, independente da opinião que exista, é inegável que as transmissões dos cultos evangélicos tem conquistado muitas pessoas.

Em tempos que os ensinos a distância, as famosas lives e os youtubers, as Igrejas evangélicas parecem ter descoberto um bom caminho de divulgação de sua fé.

É claro que muitas igrejas já utilizavam estas ferramentas virtuais e programas de televisão para divulgar sua crença. No entanto, em tempos de isolamento a necessidade de apego das pessoas, somada a quantidade de possíveis telespectadores tornam as plataformas virtuais um grande aliado para quem lida com a fé.

Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!