O Instagram tomou uma medida para tentar acabar com a guerra por likes. Desde a tarde da última quarta-feira (17), a rede social passou a ocultar o número de curtidas no Brasil. A intenção, segundo a empresa, é reduzir a competição entre os usuários.

Biscoiteiros

Este é o nome dado às pessoas que querem chamar atenção a todo custo, por meio de fotos e vídeos, que buscam a aprovação dos seguidores. A partir de agora, somente o próprio dono do perfil poderá conferir a quantidade de curtidas de suas próprias postagens, o que deverá transformar a maneira como Famosos e anônimos irão se comunicar com amigos e fãs.

A medida está dividindo opiniões. Muitos influenciadores digitais já haviam se acostumado a usar o número de curtidas para ganhar dinheiro vendendo seus produtos. De acordo com o site do jornal O Dia, celebridades como, por exemplo, a atriz Grazi Massafera, costumavam medir a fama por meio das curtidas. Outros adeptos das curtidas são o comediante Whindersson Nune e Gabriela Pugliesi, a musa que é seguida por quase oito milhões de pessoas no Instagram.

Gracyanne Barbosa compartilha diariamente fotos valorizando seu corpo superdefinido.

Porém, a musa fitness, que tem uma média de 200 mil curtidas nas suas postagens, afirma que não é apegada a esses detalhes. Gracyanne disse ao jornal O Dia que acha ótimo que esta dependência de curtidas acabe. Ela continua dizendo que as pessoas vão poder ser mais livres. A musa fitness é dona de uma extensa rede de parcerias e diz estar tranquila quanto às parcerias de trabalho. Ela afirma ainda que isto não a afetará em nada.

Camila Coutinho, uma das primeiras blogueiras do país, que serviu de inspiração para a personagem Vivi Guedes, interpretada por Paolla Oliveira na novela “A Dona do Pedaço”, da Rede Globo, acredita que a nova medida irá filtrar melhor a forma como as pessoas lidam com sua autoestima.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Tecnologia

Opinião dos especialistas

A psiquiatra Raquel Peixoto Barbosa, do Hospital Adventista Silvestre, em entrevista para o jornal O Dia, alertou para o fato de que pessoas muito conectadas com valores narcísicos podem ser afetadas com essa alteração de exibição de poder e influência. Ela afirmou ainda que o excesso de pressão social e necessidade de mostrar felicidade e popularidade, também podem ser fatores geradores de ansiedade e podem ser a causa de transtornos psíquicos.

Fabiano Abreu, especialista em mídia social e criador da MF Press Global, acredita que a medida tomada pela rede social seja positiva, pois, atualmente, o número de curtidas tem sido mais importante do que as próprias imagens.

Ele acredita que haverá uma transformação no mercado dos influenciadores digitais com esta medida. Neste novo cenário, só irá sobreviver quem tiver bons conteúdos, afirmou Fabiano.

A medida já vem sido aplicada no Canadá desde maio. A empresa afirmou ter obtido resultados positivos, mas a expansão para outros países, como o Brasil, é uma forma de avaliar com mais clareza a validade do novo recurso.

Polêmica

Por meio de sua conta no Twitter, o polêmico vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) foi contra a mudança.

Ele disse que a verdadeira intenção desta medida é barrar o crescimento daqueles que pensam de forma independente.

Por outro lado, o YouTuber Felipe Neto apoia a decisão.

Ele acredita que isto irá diminuir a disputa vazia de vaidades, a busca constante de tentar parecer algo que não é.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo