O BBB19 mal começou e já está recheado de acontecimentos polêmicos. Recentemente, o biólogo Vanderson foi chamado para depor na delegacia do Rio de Janeiro.

Após três mulheres terem acusado o participante do Big Brother Brasil 2019, as investigações continuam em processo, e agora foi concretizada a convocação para iniciar o interrogatório. A delegada Rita Salim, da Delegacia de Atendimento á Mulher (DEAM), de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, irá interrogá-lo durante esta semana.

Publicidade
Publicidade

Isso à pedido da delegada Juliana de Angelis, da DEAM de Rio Branco, no Acre, onde foram feitas as acusações de agressão física, estupro e importunação ofensiva ao pudor.

A delegada Juliana de Angelis (DEAM-AC) já entrou em contato com o advogado da família do brother, e declarou que "a prisão preventiva tem que ter vasta materialidade e, inicialmente, não é este o caso".

A delegada Rita Salim (DEAM-RJ) descartou a possibilidade de ir aos estúdios da Globo para interrogar o acriano e afirmou que ele terá que ir à delegacia onde ela irá coletar todas as informações, pois não havia ainda mandado de prisão, este sendo apenas um interrogatório.

A acusação de Vanderson

Uma das mulheres que acusaram Vanderson de agressão foi sua ex-namorada Juliana, que afirma que ele era muito sociável na frente das pessoas, mas em momentos em que era contrariado, ficava agressivo e também conta que a agressão direta aconteceu apenas uma vez, pois, depois disso, o casal rompeu o relacionamento.

A segunda acusação é a de estupro, feita por uma mulher a qual nunca teve um relacionamento com o acusado. Nesse caso, ainda estão sendo apurado os fatos, para definir se a ação ocorrida é realmente considerada um estupro,

A terceira acusação é de importunação ofensiva ao pudor.

Publicidade

De acordo com a delegada, a acusação foi feita por uma garota que ele conheceu em uma festa, onde ele insistiu na aproximação, perturbando a vítima, chegando a passar a mão na garota.

A família do brother foi procurada, mas não deu nenhum tipo de resposta, inclusive não atenderam as ligações e nem responderam as mensagens.

A TV Globo foi procurada desde a semana passada, para assumir uma posição diante dessa situação e afirmou que está disposta a colaborar com as investigações, já que é totalmente contra qualquer tipo de violência.

O caso deverá tomar novos rumos nos próximos dias, com a possibilidade, mesmo que remota, de Vanderson deixar a casa para depor na delegacia.

Leia tudo