Na quarta-feira passada, dia 16, o ator Caio Junqueira sofreu um acidente de trânsito grave enquanto dirigia sozinho pela região do Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Ele viajava em direção ao centro da cidade, no entanto, perdeu o controle do veículo que, ao subir no meio-fio, bateu em uma árvore e acabou capotando. O ator que interpretou o policial Neto no longa "Tropa de elite", em 2007, foi conduzido rapidamente ao Hospital Miguel Couto em estado grave, com duas fraturas expostas e um trauma grave no tórax, com grande perda de sangue.

Publicidade

Uma semana depois do acidente, nesta quarta-feira (23), o ator seguia internado na unidade coronariana e ainda passaria por algumas operações, porém os médicos preferiram esperar mais um pouco. Aos 42 anos de idade, Caio não resistiu aos ferimentos do acidente e acabou falecendo nesta manhã, às 5h15, segundo a Secretária Municipal de Saúde. Ele já havia passado por uma cirurgia em sua mão direita e sofria com febre. No último sábado, dia 19, a mãe do artista comentou ao G1 sobre o estado de saúde do filho e contou que ele abriu os olhos e tentou se levantar da cama, mostrando que o ator estava se esforçando para lutar por sua vida, de acordo com a mãe.

Acidente gravado

As imagens do circuito de monitoramento da prefeitura do Rio de Janeiro registraram o exato momento do acidente e é possível ver alguns momentos antes da tragédia, às 13h15, o veículo percorrendo a avenida em alta velocidade na faixa da direita próximo da avenida Oswaldo Cruz. Após cerca de 2 minutos, uma outra câmera flagra o carro já na altura do bairro Glória, cruzando o canteiro e invadindo o canteiro central da via, ocasionando o capotamento e destruição parcial do veículo. O ator ficou preso e foi retirado e levado ao hospital ainda desacordado.

Publicidade

Confira abaixo

Carreira profissional

Com apenas 9 anos, ele entrou no mundo artístico com participação na série "Tamanho Família", exibida entre os anos 1985 e 1986 na extinta Rede Manchete. Além disso, era filho do ator Fábio Junqueira e irmão de Jonas Torres. Antes de ser conhecido em todo o Brasil com o seu papel em "Tropa de Elite", Caio também interpretou vários outros personagens na Globo.

Em 2001, participou da novel "O Clone", em 2004 na minissérie "Um Só Coração" e um ano depois teve participação em um remake de "Escrava Isaura". Após o grande sucesso do longa brasileiro em que interpretou o agente "06", Caio protagonizou alguns outros personagens nos anos seguintes na emissora RecordTV.