Um anúncio feito pela TV Globo, em rede nacional, e com a vinheta tradicional do plantão, deixou os fãs do teatro e da sétima arte mais tristes. O Brasil ainda se recupera de grandes tragédias como a de Brumadinho, das chuvas no Rio e do fogo que matou 10 meninos no Flamengo, além das mortes de Famosos relevantes para a Cultura e jornalismo como Deise Cipriano (Fat Family), Ricardo Boechat e Wagner Montes, quando recebe a notícia da morte de Bibi Ferreira, aos 96 anos.

Publicidade
Publicidade

Bibi Ferreira era atriz, cantora, compositora e diretora e morreu nesta quarta-feira, aos 96 anos, do coração. A notícia foi confirmada pela filha da cantora, Tina Ferreira. Ela era considerada a diva do teatro nacional e é uma das mulheres mais homenageadas do Brasil. Sua carreira de mais de 75 anos dedicadas ao teatro nacional foi marcada por trabalhos memoráveis, como lembrados pela RecordTV, incluindo Gota d’Água, Alô, Dolly!, O Homem de La Mancha e Minha Bela Dama.

Bibi recebeu homenagem em vida

A dama do teatro nacional foi homenageada em vida este ano.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Em um roteiro que teve a autoria de Arthur Xexéo e Luanna Guimarães, Bibi Ferreira foi tema de um musical que abrange toda a carreira da diva. A direção artística e geral é de Tadeu Aguiar.

A atriz, que era batizada com o nome Abigail Izquierdo Ferreira, era filha de Procópio Ferreira, outro homem de grande relevância para o teatro nacional. Apesar de oficialmente ela ter 75 anos de carreira, segundo o site da Record, ela começou sua participação no teatro com menos de um mês de vida e de forma surpreendente.

Publicidade

Ela atuou na peça 'Manhãs de Sol' e substituiu uma boneca que sumiu antes da apresentação da peça. Esta história foi lembrada por ela em algumas entrevistas.

Diva chorou cantando Piaf

Aos 95 anos, em março de 2018, foi assistir à peça em sua homenagem no Rio de Janeiro e fez os fãs se emocionarem quando, aos prantos, cantou uma música de Edith Piaf (1915-1963). A apresentação beirou à perfeição e até profundos conhecedores da cantora francesa disseram que se tratou de algo perfeito, com níveis de semelhança incríveis.

Por conta de seus trabalhos magníficos, ela chegou a receber os principais prêmios do teatro nacional, incluindo o Molière, Mambembe, APCA e Pirandello. Em um comunicado oficial, em setembro do último ano, a artista multiplataforma anunciou o fim de sua carreira. Aos 96 anos, ela própria decidiu se retirar de cena para preservar a sua saúde. Mais recentemente ela passou por três internações sucessivas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo