O acidente aéreo que vitimou o jornalista Ricardo Boechat até então era relatado por testemunhos de pessoas que estavam no local. Entretanto, um vídeo de câmeras de segurança da rodovia Anhanguera, obtidas pela Polícia Civil junto à Autoban, concessionária que opera a rodovia, mostra em detalhes o que aconteceu com o helicóptero. Na aeronave estavam o piloto Ronaldo Pattrucci e o jornalista. Os dois não resistiram ao acidente e morreram.

Segundo o motorista do caminhão que foi atingido pelo helicóptero, João Adroaldo Tomackeves, de 52 anos, ele via em sua frente uma rodovia livre e de repente ouviu um estrondo.

Publicidade

Diante do susto, ele acabou ficando atônito e só lembra depois de estar sendo resgatado por Leiliane Rafael da Silva, a vendedora que quebrou o vidro do caminhão com seu capacete e ainda cortou o cinto de segurança do homem, liberando-o das ferragens.

Tomackeves revela que não se lembrou de mais nada no momento do acidente, mas que ao longo do dia as imagens foram sendo rememoradas. O motorista em questão teve leves escoriações e foi até a delegacia, momentos depois do acidente, para dar seu depoimento. Entretanto, à tarde ele passou mal e precisou ser levado a um hospital. O caminhoneiro foi liberado à noite, na mesma segunda-feira.

Testemunha diz que Boechat tentou pular da aeronave

Leiliane Rafael da Silva, de 28 anos, que é considerada uma heroína por internautas, é uma das principais testemunhas do acidente. A mulher revelou que estava de moto sentido Cajamar e viu um comportamento anormal do veículo aéreo.

Em alguns segundos ela avistou a aeronave em baixa altitude e antes de colidir com a carreta, ainda relatou que o passageiro pulou do veículo aéreo. O helicóptero então colidiu com o caminhão e pegou fogo.

Na sequência a aeronave caiu sobre Boechat que ainda teria acenado, buscando ajuda.

Publicidade

Leiliane ainda tentou salvar o homem mas foi impedida por funcionários da concessionária que opera a rodovia Anhanguera. Logo depois foi possível ouvir uma nova explosão do helicóptero.

Novo vídeo revela detalhes antes do choque da aeronave com o caminhão

Agora, além dos testemunhos, um novo vídeo divulgado pela RecordTV e pela Rede Globo e cedidos pela Polícia Civil de São Paulo mostram em detalhe a aeronave perdendo altitude e seguindo rumo ao caminhão, que também aparece nas cenas.

Boechat morreu aos 66 anos e deixou seis filhos, além da esposa, Veruska.

Ronaldo Pattrucci, o piloto da aeronave, deixa mulher e dois filhos.

Veja o vídeo que mostra o helicóptero com Boechat perdendo altitude.