O produtor musical e DJ Alok Achkar Peres Petrillo, de 27 anos, mostrou todo o seu amor ao próximo ao doar R$ 30 mil à jovem Nathalia Silva, de 17 anos, que sofre de cranioestenose —condição que deforma a cabeça devido ao mau fechamento do crânio.

Alok, considerado o décimo terceiro melhor DJ do mundo pela revista DJ Mag, tem seu trabalho reconhecido mundialmente, sendo um profissional muito requisitado por muitos Famosos para animar as grandes festas patrocinadas por eles.

A jovem lançou uma campanha online para arrecadar recursos financeiros a fim de arcar com as despesas de uma cirurgia facial, no entanto, a arrecadação não havia atingido a meta final, mas tudo mudou quando o DJ tomou conhecimento da história. Além de completar o valor que faltava, Alok demonstrou o desejo de conhecer a moça.

Publicidade

A gratidão de Nathalia

Nathalia ficou emocionada com a surpresa que recebeu do famoso, e agradeceu em sua conta oficial do Instagram, a jovem diz chorar de felicidade e declarou amar o DJ Alok.

A jovem também postou que está muito grata com todas as doações recebidas, mas não consegue responder a todas as mensagens de apoio que vem recebendo.

O perfil da moça está bombando com diversas demonstrações de carinho e gestos de solidariedade, que segundo ela, a encoraja a seguir em frente com esperanças de viver dias melhores.

As ações filantrópicas de Alok

Esta não foi a primeira vez que Alok fez uma grande doação, o artista é conhecido por ser um contribuidor das causas filantrópicas, ele apoia a Organização Não Governamental (ONG) Fraternidade Sem Fronteiras.

A ONG é reconhecida pelo seu trabalho solidário, de caridade e da fraternidade universal, com projetos espalhados pelo Brasil, Madagascar, Moçambique e Senegal.

Em 2016, Alok produziu dois documentários sobre os projetos da ONG e postou em suas redes sociais.

Publicidade

No Acre, o DJ doou parte de seu cachê ao hospital do câncer.

Já em julho de 2018 o famoso doou a quantia de R$ 100 mil ao Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GRAAC) e para o Hospital Pequeno Príncipe, ambas instituições que tratam de crianças que sofrem dos diversos tipos de câncer.

Depois foi a vez de um projeto em Moçambique receber a doação do artista, que não poupou em contribuir com a construção de uma escola em Maputo, uma das regiões mais pobres daquele país, Alok doou R$ 400 mil.

O Projeto Axé, na cidade de Salvador, que atende crianças em condições de risco também já se beneficiou da caridade do DJ, a Instituição recebeu R$ 150 mil.

Em dezembro de 2016, Alok participou da campanha de 25 anos de aniversário do GRAAC.

Por meio de suas redes sociais o famoso assumiu o compromisso de construir um instituto em Niterói-RJ e também de doar todos os royalties de sua música “Favela” para os grupos de comunidades carentes no Brasil.