O marido de Caroline Bittencourt, modelo que morreu no último dia 28 de abril após cair ao mar durante uma tempestade, é considerado testemunha-chave do caso da morte da celebridade. A verdade é que, apenas ele testemunhou o fato real, e estava com a modelo no momento em que ela caiu ou foi lançada ao mar. As investigações da Polícia Civil, segundo o Portal G1, ainda dependerão de novas oitivas e provas periciais, para que o caso seja definitivamente elucidado.

Neste domingo (5), a filha de Carol, Isabelle Bittencourt, foi ao Instagram para dar mais detalhes sobre a morte da mãe. Os relatos impressionam pois, além de desmentirem a primeira versão, onde Carol teria pulado ao mar para salvar os cachorrinhos de estimação, revelam ainda a forma trágica com que a modelo faleceu. No comunicado, que pode ser visto abaixo, Belle conta que a mãe foi lançada ao mar, assim como os animais.

Vento forte lançou Carol ao mar, segundo filha

No relato de Isabelle, por conta dos ventos fortes, a mãe e os cachorros foram arremessados ao mar. O marido, que também estava no barco no momento da tormenta, logo pulou ao mar para tentar salvar a esposa. Os dois chegaram a nadar juntos por tempo, mas Carol não teria resistido e sucumbido ao cansaço. Jorge teria resistido nadar por quase três horas e acabou sendo resgatado por um marinheiro que o avistou.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Fofocas

O corpo de Carol Bittencourt foi encontrado apenas no dia seguinte, há alguns quilômetros do local do acidente. A lancha do casal, que ficou à deriva, também foi encontrada no mesmo dia.

Veja a postagem de Belle Bittencourt, que dá detalhes sobre o que aconteceu com sua mãe. A nota, apesar de emitida pela jovem de 17 anos, é assinada pela família Sestini e Batista também.

Polícia Civil aguarda oitivas e provas periciais

Para a conclusão do inquérito sobre a morte da modelo Carol Bittencourt, a Polícia Civil revelou ao G1 que ainda depende de algumas provas periciais e testemunhais.

O marinheiro que resgatou Jorge Sestini do mar será uma das testemunhas ouvidas pela polícia. O dono da marina de onde partiu o barco do casal também será ouvido. Entretanto, a testemunha considerada chave pela polícia, é mesmo Jorge, o marido. Seu depoimento será fundamental para esclarecer o que realmente aconteceu naquela tarde de domingo, que levou a morte da modelo.

Em relação às provas periciais, a polícia aguardar a perícia que foi feita no barco encontrada à deriva e também o resultado da necropsia, que confirmará (ou não) a morte por afogamento de Carol.

A missa de sétimo dia em respeito à alma da modelo, aconteceu nesta segunda-feira (6) em clima de muita consternação. O marido de Carol era um dos mais chorosos e precisou ser amparado por amigos e familiares na igreja. A cerimônia contou com amigos, familiares e fãs da modelo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo