O pastor Anderson do Carmo foi assassinado no último domingo (16), dentro da residência onde morava com a deputada federal Flordelis, em Niterói. Policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), já tem a informação de que um dos executores do assassinato seria Lucas dos Santos, 18 anos, um dos filhos adotivos do pastor Anderson e de Flordelis. A Polícia ainda divulgou a informação de que Flávio Rodrigues de Souza, de 38 anos, teria sido um dos mentores do crime.

Flávio é filho biológico da pastora evangélica. De acordo com o jornal Extra, uma fonte da Divisão de Homicídios de Niterói afirmou que pelo menos sete, dos trinta disparos que vitimaram o pastor atingiram a região pélvica.

Região dos disparos pode indicar crime passional

Segundo o jornal Extra, Anderson do Carmo e Flordelis retornavam restaurante na praia de São Francisco, na Zona Sul de Niterói, onde jantaram com amigos.

Na altura de uma lanchonete, ainda no bairro São Francisco, a deputada teria percebido que o casal estaria sendo seguidos por homens em motocicletas. Ao chegarem em casa, o pastor teria estacionado o carro na garagem e retornado ao veículo para pegar algo, quando foi atingido por vários disparos. Segundo informações de uma fonte obtida pelo jornal Extra, os tiros se concentraram na região pélvica do pastor, o que pode indicar uma motivação passional do crime.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Flávio de Souza, suspeito de ser um dos mentores do crime, teria um mandado prisão por violência doméstica em aberto. O filho biológico de Flordelis foi preso na última segunda-feira (17), durante o sepultamento de Anderson do Carmo no cemitério Memorial de Nictheroy, no bairro Laranjal, em São Gonçalo. Lucas dos Santos, que acusou o irmão pela autoria do crime, foi preso enquanto prestava depoimento na DHNSG. Lucas teria um mandado de apreensão em aberto por tráfico de drogas, da época em que ainda era menor de idade.

Pastor teria relação extraconjugal

De acordo a com a revista Isto É, policiais informaram que o pastor teria sido assassinado por conta de uma relação extraconjugal que manteria e teria sido descoberta pelos suspeitos Flávio e o irmão Lucas, filhos de Flordelis. Flávio de Souza teve dores de cabeça e uma crise de pressão alta na delegacia onde se encontra detido. Nesta terça (18), médicos do Samu teriam ido ao local prestar assistência médica ao suspeito.

A hipótese de que filhos do casal estivessem envolvidos no crime teria sido levantada pelo governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel. Flordelis se manifestou acerca das suspeitas do governador: "isso é ridículo, acusar alguém sem provas", disse a deputada federal, que afirmou que o crime teria sido uma tentativa de assalto.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo