Na última quarta-feira (26), a Polícia colheu o depoimento do médico ginecologista André Luiz Malavisa. O depoimento teve relação com um problema que Najila Trindade teria percebido durante sua viagem à Paris. A modelo teria notado o surgimento de corrimento vaginal e contactado o médico, que teria a orientado a marcar uma consulta médica assim que retornasse para o Brasil.

Segundo Cosme Araújo dos Santos, atual advogado de Najila, a mesma relatou ao ginecologista que o problema teria ocorrido após relação sexual com uma pessoa estranha que teria lhe abusado sexualmente. A modelo teria embarcado de volta ao Brasil no dia dezessete de maio, dois dias após o suposto estupro, porém, a consulta médica só foi realizada cerca de duas semanas após seu retorno.

Najila Trindade acusa o jogador Neymar por estupro supostamente ocorrido durante um encontro entre o casal em Paris.

Modelo teria sido examinada e medicada

Segundo o site UOL, o advogado da modelo revelou que o motivo da demora da consulta após a viagem seria o fato do médico de Najila não estar em São Paulo. Quando compareceu à consulta, Najila teria sido examinada e orientada a comprar medicamentos receitados pelo ginecologista. O atual advogado da modelo e a polícia não revelaram a informação sobre a data da consulta. Em mensagens trocadas entre Najila e seu primeiro advogado, José Edgard Bueno Filho, o assunto foi mencionado no dia 24 de maio. Najila teria dito ao advogado que estaria no ginecologista em conversa no WhatsApp.

A troca de mensagens foi divulgada pela imprensa à época.

A convocação do ginecologista é uma novidade no caso envolvendo o jogador Neymar, já que a consulta com o profissional não havia sido mencionada anteriormente durante o inquérito. A informação só foi divulgada após o atual advogado da modelo, Cosme Araújo, entrar no caso e conduzir a cliente para prestar novo depoimento.

Nesta ocasião, o nome do profissional foi mencionado e o mesmo foi intimado a prestar depoimento. O médico foi ouvido na última quarta-feira (26), por cerca de 1h e 15min.

Modelo não autorizou médico a dar detalhes da consulta

A promotora de Enfrentamento a Violência Doméstica, Flávia Paulin, revelou que André Luiz teria deixado de responder a várias perguntas realizadas.

Isto porque Najila Trindade e seu advogado teriam proibido o médico a revelar detalhes da consulta e apresentar o prontuário médico da modelo. O ginecologista teria contactado Najila na véspera do depoimento para consultá-la acerca de poder, ou não dar maiores informações sobre a consulta. Diante da proibição da paciente, o médico manteve a postura sigilosa acerca dos detalhes do exame. Ao sair da delegacia, André Luiz também se recusou a falar com a imprensa. O médico afirmou que não havia nada a declarar e que tudo correria em sigilo ético-profissional.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!