O jogador Neymar Jr. prestou depoimento na noite da última quinta-feira (13), na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, na zona sul de São Paulo. Durante cerca de 3 horas o jogador pôde dar esclarecimentos a respeito das acusações de estupro e agressão por parte da modelo Najila Trindade Mendes de Souza. O atacante afirmou que de fato teria consumido bebida alcoólica no dia do primeiro encontro com a modelo, mas negou as acusações. Neymar revelou que teria usado preservativo com Najila durante a relação sexual e que teria dado tapas na modelo a pedido dela.

Publicidade
Publicidade

Ao fim do depoimento, Neymar falou brevemente com a imprensa e agradeceu ao apoio recebido. O jogador afirmou que seu desejo é que este caso acabe logo.

O dia do encontro

Segundo o portal G1, a delegada responsável pelo caso mostrou a Neymar o laudo do exame de corpo delito realizado por Najila a partir do relatório médico particular que a modelo entregou à Polícia. O laudo apresentado pela polícia não atestou a ocorrência de violência sexual, mas indicou lesões no corpo de Najila, que batem com a data do encontro entre o casal em Paris.

O jogador negou a acusação de estupro e afirmou que a relação sexual teria acontecido com o consentimento da modelo. Segundo Neymar, Najila teria lhe pedido para dar tapas em suas nádegas e que a modelo teria posado para as fotos que ele postou depois nas redes sociais para provar que não teria ocorrido a agressão.

O atacante também afirmou que teria usado preservativo durante a relação e que após o ato teria jogado a camisinha no vaso sanitário, descartando-a.

Publicidade

O jogador afirmou que não poderia se expor, pelo fato de ser um atleta. Neymar contou que no dia do encontro teria consumido apenas uma dose de bebida alcoólica, após o treino, e que Najila teria dito a ele que o amava e queria se casar com o jogador, o que lhe casou estranheza. "Como ela pode me amar se nem me conhecia direito?", questionou Neymar às delegadas.

O jogador afirmou que no dia do segundo encontro pretendia levar a modelo até uma festa, mas que ao chegar no quarto, Najila teria iniciado uma série de agressões, e ele teria então ido embora do hotel.

Neymar contou que em momento algum a modelo disse ter sido estuprada. Segundo o craque, Najila apenas reclamou que teria ficado sozinha e que não seria mulher de ficar sozinha.

Jogador relata momentos difíceis

No fim do depoimento, Neymar teria se emocionado ao relatar que estaria passando por momentos difíceis após a repercussão do caso. O jogador afirmou que nenhuma lesão se comparava ao que estaria passando, já que tinha uma mãe, uma irmã e um filho de 7 anos que estava deixando de ir à escola pelo fato dos amigos chamarem seu pai de estuprador.

Publicidade

Ao sair da delegacia, Neymar afirmou que "a verdade aparece cedo ou tarde".

Leia tudo