O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu nesta quarta-feira (10), aos 77 anos, após sofrer um infarto fulminante durante a madrugada. Amorim teve uma carreira promissora ao trabalhar em várias redações, incluindo as emissoras Rede Globo, TV Bandeirantes e Record TV, na qual teve seu último emprego, como apresentador do programa "Domingo Espetacular", e se tornou famoso em todo o Brasil pelo bordão: "olá, tudo bem?".

Desde o mês passado, Amorim estava ausente na Televisão, após ter sido afastado pela emissora. Segundo informações da mulher do jornalista, na noite anterior ele havia saído para jantar com seus amigos, mas foi apenas quando já estava em casa, no Rio de Janeiro, que o jornalista sofreu um infarto fulminante e não resistiu, deixando a mulher, Geórgia Pinheiro, e sua filha.

Trajetória profissional

Amorim nasceu em 22 de fevereiro de 1942, no Rio de Janeiro, formou-se em Sociologia e Política e ainda jovem teve sua estreia em sua carreira profissional no jornal A Noite, em 1961.

Tornou-se repórter pela Editora Abril, logo depois foi trabalhar nos Estados Unidos como correspondente internacional da revista Realidade, e em seguida na revista Veja. Suas primeiras participações na televisão brasileira foram através da extinta TV Manchete e depois TV Globo, também trabalhando para emissora como correspondente em Nova York.

No ano de 1996, o jornalista saiu da TV Globo para a TV Bandeirantes, onde se tornou apresentador do "Jornal da Band" e "Fogo Cruzado", em seguida foi para a TV Cultura, onde ficou até 2003 comandando o talk-show "Conversa Afiada", no qual o nome foi utilizado algum tempo depois em seu blog pessoal para falar sobre a economia brasileira e política.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Fofocas

Seus comentários sobre o tema diversas vezes ganhou repercussão e Amorim chegou até mesmo a ser processado em alguns casos por injúria e difamação. Pessoas como Gilmar Mendes, atual ministro do STF, Ali Kamel e Lasier Martins venceram processos contra o jornalista.

Ainda em 2003, Amorim foi contratado para trabalhar na Record TV, como apresentador do "Jornal da Record 2ª edição". Em 2004 ajudou na criação do programa "Tudo a Ver".

A partir de 2006 Paulo Henrique Amorim passou a apresentar o programa de entretenimento "Domingo Espetacular". O jornalista comandou a atração até o dia 23 de junho deste ano, quando foi afastado e teve como substituto o jornalista e apresentador Eduardo Ribeiro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo