Que o ano de 2019 está sendo muito proveitoso para Keanu Reeves, não é novidade para ninguém. Sucesso no cinema com a saga "John Wick", que teve sua terceira parte lançada este ano, o ator também virou queridinho da internet e até personagem de videogame.

Porém, desta vez Reeves chamou a atenção por um fato inusitado. A gravação de uma série em que ele está envolvido levou dor de cabeça aos moradores da região central de São Paulo.

O ator está em São Paulo há quase uma semana para a gravação da série "Conquest". Reeves, além de atuar, também é coprodutor da série, dirigida pelo britânico Carl Erik Rinsch.

O astro já havia vindo ao Brasil para negociar a gravação da série na cidade de São Paulo em abril de 2019. As negociações para trazer "Conquest" para o Brasil, no entanto, iniciaram-se em maio de 2018.

Na ocasião, os produtores entraram em contato com a São Paulo Film Commission, setor da Spcine, para a concretização do acordo.

Estavam presentes neste acordo o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), o governador do Estado de SP, João Doria (PSDB), e também o secretário municipal de Cultura, Alexandre Youssef.

Futuro distópico

A série é ambientada em um futuro distópico. A cidade de São Paulo aparecerá como um local de acolhimento para refugiados.

Ao que parece, a caracterização da cidade de São Paulo como uma metrópole decadente e sombria foi bem sucedida, pois causou espanto e apreensão nos moradores da maior cidade do país.

Segundo relatos publicados no jornal Folha de S.Paulo, a falta de luz levou pânico aos moradores. Eles relataram que houve falta de luz a partir das 20h do domingo (18). Assustados, ligaram para a prefeitura e receberam a informação que a energia elétrica somente retornaria às 6h. Segundo os moradores, a população não havia sido informada.

Estressados com a situação, os moradores dos prédios da capital chamaram a Polícia Militar para protegê-los, alguns chegaram até a pensar que se tratava de ataque de bandidos na região.

As surpresas ainda não haviam terminado, eles assistiram nos céus da cidade centenas de fogos de artifícios.

Contrariando o relato dos moradores da cidade, que disseram que não sido avisados do corte da energia elétrica para a gravação da série, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse ter espalhado pela região várias faixas comunicando sobre a interrupção temporária da iluminação pública.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que não foram registradas ocorrências de roubo no período em que a série estava sendo filmada.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!