Keanu Reeves é um fenômeno de difícil compreensão, talvez sua simpatia, seus gestos de bondade, suas boas ações, expliquem sua popularidade com o público, ou talvez, tudo não passe de mais um modismo da internet.

Mesmo que Keanu Reeves não seja considerado por muitos como um grande ator, o astro de 54 anos continua aumentando sua legião de fãs.

Garoto propaganda

Empresas têm pegado carona na boa fase em que o ator está atravessando e o tem usado como garoto propaganda.

Publicidade
Publicidade

Uma dessas empresas é a Projekt Red. A boa receptividade de Reeves na Internet deve ter sido o fator que fez a companhia ter investido pesado na presença do eterno Neo da trilogia "Matrix" no jogo de videogame "Cyberpunk 2077", em que ele interpreta o personagem Johnny Silverhand.

Há rumores de que a franquia de games possa vir a se tornar um filme live-action, e a presença de Reeves pode ter sido um fator determinante para que isto venha a ocorrer, mesmo que de forma involuntária.

Publicidade

Esta afirmação foi dada por Mike Pondsmith, criador de "Cyberpunk 2020", o jogo RPG de mesa que serviu de inspiração para os games que serão lançados no dia 16 de abril do próximo ano para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

O jogo contará com múltiplos finais e não será necessário que o jogador mate outros personagens. Inicialmente não está previsto um modo multiplayer para o jogo.

Pondsmith afirmou que não pode falar nada sobre a realização de uma produção cinematográfica, mas com o envolvimento do intérprete de John Wick, as chances são bem maiores de isto tornar-se realidade.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Cinema

O criador do jogo citou como exemplo o cultuado filme "Blade Runner: O Caçador de Andróides" e sua continuação, "Blade Runner: 2049", que são filmes reflexivos e que eles gostariam de fazer o mesmo com Cyberpunk.

Sobre o jogo, Pondsmith falou sobre uma parte em que os usuários estarão na pele do protagonista e que ao olharem para baixo, verão que suas mãos são ferramentas industriais, explicou o autor.

Ele continua dizendo que isto será uma situação desconfortável para quem estiver jogando e que levará o jogador a se imaginar naquela situação, acredita Pondsmith.

Mike Pondsmith fala ainda sobre como é difícil fazer a transposição de uma mídia para outra diferente daquela em que surgiu originalmente.

Mike colaborou em "Cyberpunk 2077" e ressaltou o fato de que algumas coisas são muito fáceis em um jogo de tabuleiro, mas que não funcionariam em um jogo de videogame.

Publicidade

Há elementos que causam muito impacto em um videogame que não seriam vistos em outra mídia. O mesmo pode ser dito sobre um longa-metragem.

Por esta razão, ele acredita que, se um dia houver mesmo um filme baseado em sua obra, serão vistas coisas bem diferentes.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo