A acusação feita pela modelo Najila Trindade, de 26 anos, contra o jogador Neymar, acusando-o de abuso sexual e agressão física, não saiu como a ela desejava. Além de Neymar não ter sido indiciado pelos crimes, Najila acabou ficando na mira da Justiça e foi indiciada pela Polícia de São Paulo pelos crimes de extorsão, denuncia caluniosa e fraude processual. O ex-marido da modelo, Estivens Alves, foi indiciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

O indiciamento ocorreu após a conclusão de dois inquéritos, que corriam no 11º Departamento de Polícia de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista.

Neymar, pai de Neymar Junior, entrou com um processo contra a modelo por denúncia caluniosa e por tentativa de extorsão. Najila, por sua vez, fez denúncia contra o ex-marido por divulgar material erótico.

Segundo a Secretária de Segurança Pública, Najila e Estivens estão sendo denunciados pelo crime de fraude processual e Estivens está sendo acusado também de ter divulgado material erótico da ex-esposa para um repórter, tendo em troca publicações suas jogadas na internet.

Caso contra Neymar arquivado

A acusação da modelo contra Neymar foi arquivada no dia 29 de julho, quando a delegada Juliana Lopes Bussacos disse que, após analisar todas as possibilidades, não havia visto indícios suficientes de que o jogador havia cometido os crimes de agressão ou abuso sexual contra a modelo.

Após essa data, a polícia passou a investigar se a modelo havia cometido alguns crimes e mentido no caso em que disse que seu apartamento havia sido arrombado e um tablet, onde supostamente haviam provas do crime cometido pelo jogador Neymar, havia sido furtado. Foi investigado também se Najila participou da tentativa de extorsão contra o jogador e seu pai.

Os inquéritos em que a modelo é indiciada por denunciação caluniosa, fraude processual e extorsão foram encaminhados ao Tribunal de Justiça para serem apreciados pelo Ministério Público e pelo Judiciário.

Relembre o caso

A modelo Najila Trindade procurou a polícia de São Paulo no ´último dia 31 de maio acusando o jogador Neymar de abuso sexual e agressão física.

Os crimes teriam sido cometidos contra a modelo no dia 15 de maio, quando ela viajou a Paris para um encontro amoroso com o jogador.

A decisão da viagem ocorreu depois que os dois conversaram por algum tempo por redes sociais e o jogador pagou para que ela fosse encontrá-lo em Paris. Após o caso vir à tona, Neymar foi ao Instagram negar as acusações e expôs um vídeo contendo conversas com a modelo.

Dias depois, apareceu um vídeo na internet em que mostrava a modelo agredindo o jogador, no dia 16 de maio, um dia após ter ocorrido os supostos crimes. Najila alegou que seu apartamento havia sido invadido e que um tablet em que estava o vídeo completo gravado por ela provando os crimes havia sido roubado.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Neymar
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!