O laudo pericial médico sobre a morte do apresentador brasileiro Gugu Liberato foi divulgado para o público em geral pelo estado americano da Flórida no último dia 27 de dezembro (mais de um mês após seu óbito). O artista teve uma queda do sótão de sua residência na cidade de Orlando, nos Estados Unidos.

Causa da morte

Segundo o laudo, o dia da morte de Gugu foi indicado para o dia 21 de novembro, um dia antes do anúncio oficial que foi divulgado pelos assessores do artista. O resultado da perícia foi a constatação de contusões no pescoço e na região da cabeça e manchas escuras ao redor dos olhos conhecidas como “equimose periorbital”.

Ocorreu um tipo de acidente vascular cerebral conhecido como “Hemorragia subaracnóide” e diversas fraturas no parietal direito, na têmpora direita e houve acúmulo de sangue nos espaços meníngeos, conhecidos como “Hematoma Subdural”.

Na parte central do corpo (região do torso) ocorreram lesões na parte de cima e direita, lateral e na superior esquerda do tórax.

Outras constatações foram lesão na primeira vértebra lombar e lesões na coxa esquerda. Foi realizado também, um exame toxicológico cujo resultado foi negativo.

O médico perito que foi responsável pelo caso de Gugu Liberato foi Joshua D. Stephany e ele concluiu que a causa do óbito foi resultado de um traumatismo craniano.

Morte trágica

O apresentador da Record TV caiu de uma altura de quatro metros do sótão de sua casa nos Estados Unidos.

Ele estava fazendo alguns reparos no aparelho de ar condicionado. Gugu passou dois dias internado em um hospital na cidade americana de Orlando e a morte foi confirmada no dia 22 de novembro.

Por volta do dia 20 de novembro, os especialistas disseram que o apresentador não estava apresentando nenhuma atividade cerebral.

Ele deixou a companheira, Rose Miriam, e três filhos: as gêmeas Sofia e Maria, de 15 anos, e João Augusto, de 18.

Bela ação

Após o fato trágico da morte de uma das principais figuras da televisão brasileira, a família decidiu fazer a doação de todos seus órgãos (desejo do próprio apresentador enquanto vivo), fato esse que pôde beneficiar até 50 pessoas.

Aproveitando a ação, seus familiares pensam em aproveitar esse fato para promover uma campanha em todo Brasil, incentivando a doação de órgãos, para que aumente o número de doadores.

Programa continua

A Record TV, mesmo após a morte de seu apresentador, decidiu continuar a exibição do programa do Gugu, o reality show "Canta Comigo". Isso ocorreu porque esses programas já estavam gravados. A Record apresentou também o programa "Família Record" , onde o artista Marcos Mion aparece em uma cena recebendo um presente de amigo secreto, pois, o presente já havia sido comprado por Gugu Liberato.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!