Foi neste último domingo (12) que o programa "Domingo Espetacular", da TV Record, veiculou imagens mostrando o momento que o cantor Victor Chaves, da dupla com Leo, agredia a então esposa, a empresária Poliana Bagatini, em fevereiro de 2017. Atualmente, Victor e Poliana não são mais um casal.

Vias de fato

No final de 2019 o cantor foi condenado por vias de fato, ou seja, a agressão que não deixa lesões aparentes. A pena estabelecida foi de 18 dias de prisão simples no regime aberto, que ainda pode ser convertida para trabalhos comunitários.

O vídeo exibido pela emissora do bispo Edir Macedo foi obtido do circuito interno de câmeras do prédio em que o casal morava em Belo Horizonte.

Segundo a emissora, o vídeo faz parte do processo. A Record TV alegou ainda que a juíza responsável pelo caso decretou o fim do segredo de Justiça.

A reportagem alegou que, no dia do acontecido, Poliana, que estava grávida de quatro meses do segundo filho da união com Victor, havia discutido com a sogra, que também morava no mesmo prédio de Victor e Poliana. Depois do desentendimento, é visto nas imagens que Poliana vai para o elevador e tenta digitar o código de segurança para subir para seu apartamento, que estava a filha.

Paula Chaves, sua cunhada, também entra no elevador. A seguir, Victor as puxa para fora, Poliana então cai no chão, para fora, no hall, o cantor então, direciona uma das pernas em direção a Poliana.

A empresária afirma em seu depoimento que não sabe se recebeu um empurrão ou um chute, o exame de corpo de delito deu negativo, por esta razão. Victor Chaves foi indiciado por vias de fato, e não por lesão corporal.

O cantor alegou que não lembrava exatamente do momento em que ocorreu esta situação.

Em seu depoimento ele disse ainda que não tinha intenção de agredir a então esposa, ele só queria que ninguém chegasse perto da filha naquele momento. Nem Victor e nem Poliana quiseram comentar a reportagem exibida pela Record TV.

Dicas

Violência contra a mulher não acontece somente por agressões físicas, é o que ressalta o site Catraca Livre, que em sua reportagem sobre a matéria exibida no último domingo pela TV Record também deu dicas para reconhecer um possível agressor.

Demonstração exagerada de amor

Demonstrações exageradas de amor, como pedidos de casamento, namoro ou noivado feitos de forma prematura, podem ser indícios de um possível relacionamento abusivo. Assim como a total dedicação à relação, como, por exemplo, aquela pessoa que deixou de jogar futebol com os amigos, deixou de ir A passeios e fica 100% do tempo com a namorada, observando tudo que acontece com ela, isto pode ser um indicativo de tentativa de controle e também de violência.

Falso moralismo

O homem que diz para a mulher que ela deve respeitar a família, mas contraditoriamente, ele não fala com a própria mãe há 5 anos e também nunca a tratou bem, é algo extremamente suspeito. Assim com o uso de chantagens frequentes.

O homem usa aspectos e pessoas importantes na vida da mulher e faz chantagem com a parceira, sendo comum que o agressor chegue até mesmo no ponto de inventar uma grave doença e também diz que irá se matar.

Vitimização constante

O homem sempre alega ser vítima, seja em relacionamentos anteriores ou casos familiares, ou ainda com chefes mulheres, todas as mulheres lhe causaram mal, ou seja, a agressividade com que ele trata a companheira e também as outras pessoas, em sua cabeça, passa a se justificar como uma reação ao sofrimento que lhe fora imposto durante a vida. Porém, é preciso que a mulher fique atenta, pois ela mesma poderá em algum momento ser considerada como mais uma que o agressor irá considerar como mais um algoz em sua vida.

Desqualificação da mulher em público

Constantemente, o homem tenta desqualificar a companheira em locais públicos, além de não dar valor para os sentimentos da mulher, como: dor, sofrimento e alegria. Um exemplo é quando a mulher a chegar em casa feliz por ter sido promovida no emprego, o homem responde que a promoção não tem nada a ver com talento, e sim por um interesse do chefe na mulher.

Traições

A traição é um traço frequente no perfil de um agressor. O homem costuma trair e coloca este seu comportamento como sendo culpa da companheira, uma situação comum de acontecer é quando um homem brigou o dia inteiro com a mulher então chega a noite e ele quer ter relação sexual, então diante da negativa da mulher, o homem trai e diz que fez isso porque a esposa não tem mais interesse nele e o jogou nos braços de outra mulher.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!