No mundo real, o meio artístico sabe separar o que é vivido na ficção. Mas é um bom teste para avaliar a capacidade profissional de um lado e o sentimento de ciúmes de outro. Na novela "Amor de Mãe", Taís Araújo, interpretando Vitória, vive um par romântico com Vladimir Brichta, que vive Davi. Os dois já protagonizaram calorosos beijos no horário nobre. Ambos são casados com artistas também Famosos. Taís, na vida real, é casada com o também ator Lázaro Ramos. E Vladimir tem relacionamento sólido com a atriz Adriana Esteves.

Os dois casais são amigos fora das telas e um frequenta a casa do outro.

Para matar a curiosidade dos fãs, Taís revelou ao ao jornal O Globo, em entrevista concedida à coluna de Patrícia Kogut, publicada nesta quinta-feira (9), como lida com isso na tela e na vida real. "Não tem história não", disse Taís, se divertindo ao detalhar o que acontece. Vlad, como é apelidado, é um dos melhores amigos dela e de seu marido, contou Taís, com um detalhe importante, afirma ela. "A gente é família", referindo-se a ela, Vlad, Adriana e Lázaro."A gente é tudo comadre e compadre", destacou mais uma vez.

Vai e acaba logo

Na hora do beijo acontece o seguinte na visão de Taís: ela diz a Vlad "vamos embora fazendo, acabar essa cena logo". E lá vai beijo. Trabalhar com amigo nesse tipo de situação, revela a atriz, "é um lugar seguro". É a profissão; o ofício de ambos.

Outro ponto da vida pessoal questionado na entrevista é como ela lida com a casa e seus filhos após a jornada longa de gravações. Taís tem duas crianças.

Ao chegar em casa, e personagem e suas emoções ficam no estúdio, ensina.

A personagem Vitória tem mexido com Taís. As emoções da trama são fortes e a atriz tem usado as redes sociais para agradecer a parceria com Regina Casé e Humberto Carrão. E também agradeceu em seu Instagram a autora Manuela Dias e a direção, pela a escolha do papel que tem desempenhado. Sua personagem acaba de descobrir que Sandro (Humberto Carrão) é seu filho, fruto de um relacionamento na adolescência com Raul (Murilo Benício).

O filho foi vendido pelo pai ainda bebê. Foram cenas fortes, e ela compartilhou a emoção sentida nas redes sociais.

Beijo técnico

O beijo entre atores é chamado no meio artístico de 'beijo técnico'. Não se usa a língua, dizem os especialistas. Mas é um assunto polêmico e muitos atores dizem abertamente que isso não existe, e que se usa a emoção e o prazer mesmo no momento. E, claro, a língua. O experiente Ney Latorraca já disse que "não existe beijo técnico".

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

O beijo na tela, para trazer realidade, tem que ser pra valer, admitiu ele em uma enquete realizada pelo Catraca Livre há dois anos, durante a comemoração do Dia do Beijo.

A apresentadora Antonia Fontenelle concordou em parte com Latorraca naquela ocasião. Ela acredita sim existir o tal beijo técnico, mas para que este seja crível e real "lógico que língua vale". E Carolina Dieckmann esquentou a polêmica ao dizer na lata que o beijo não-técnico dá mais realidade à cena, e a língua não é um ente estranho, pois de forma profissional não incomoda.

Não perca a nossa página no Facebook!