Desde que Augusto Liberato faleceu, no dia 21 de novembro do ano passado vítima de um acidente em sua casa nos Estados Unidos, sua vida tem se tornado alvo de especulações a todo momento. Inicialmente, o apresentador, que morreu aos 60 anos de idade, foi exposto devido ao conteúdo do testamento que ele deixou, que não beneficiava de forma alguma sua então companheira, a médica brasileira Rose Miriam Di Matteo, mãe de seus três herdeiros, que não se calou diante da situação em que se viu.

O testamento de Liberato, que era contratado da Rede Record quando faleceu, foi aberto pouco tempo depois de sua morte por um advogado da família.

No documento, Gugu deixava quase todos os seus bens e fortuna para Marina e Sofia, de 15 anos de idade, e João Augusto, de 18 anos, filhos que teve com Rose Miriam, mas nada para a companheira, que teve que recorrer na Justiça para reaver ao menos uma pequena parte da herança, alegando ter tido união estável com o apresentador.

Mas neste domingo (02), a mãe de Augusto Liberato, Maria do Céu, de 90 anos de idade, foi entrevistada pela equipe do "Fantástico" e falou sobre o assunto, desmentindo o relacionamento com a médica: "Uma relação de amigos. Ele nunca teve nada com ela e eles viviam... Ela completamente separada dele. Completamente. Nunca tiveram nada um com o outro. Isso eu afirmo e juro que é porque eu sei", disse.

Em outro momento, dona Maria do Céu já havia criticado a nora por, segunda ela, ter deixado os filhos sozinhos nos Estados Unidos para ir atrás da herança de Gugu. A idosa chegou a falar que nunca iria perdoar a médica por seu comportamento, alegando que Rose teria mentido dizendo que iria a um retiro religioso.

Rose ganha direito a receber pensão, mas menor que a da mãe de Gugu

Depois de entrar com recurso na justiça juntamente com seu advogado na tentativa de receber parte da herança de Augusto Liberato, Rose Miriam Di Matteo recebeu do juiz José Walter Chacon Cardoso, que cuida do caso da médica, o direito de receber uma pensão, cujo valor é de R$ 100 mil por mês.

Ela tinha a intenção de solicitar o mesmo montante que a mãe do apresentador recebe atualmente, que é de R$ 163 mil. Após muita briga na justiça, Rose decidiu aceitar o valor que lhe foi concedido.

A médica e Gugu se conheceram nos anos 80, quando ela ainda trabalhava como dançarina. Eles passaram quase duas décadas juntos e tiveram três filhos durante a união. Devido ao fato que os dois não eram casados oficialmente, Rose teve dificuldades para ser considerada companheira de Liberato. Depois da morte do apresentador, muitos foram os questionamentos envolvendo sua verdadeira relação com a médica e houve boatos que de eles não tinham contato de marido e mulher, apesar dos filhos.

Siga a página Fofocas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!