Após o grande alvoroço envolvendo a reportagem realizada pelo médico Drauzio Varella com a trans Suzy para o programa "Fantástico", transmitido pela Rede Globo no dia 1º de março, muitas pessoas foram às redes sociais manifestar indignação com a entrevista.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi um dos famosos que usou seu Twitter com o intuito de repudiar a reportagem da Rede Globo. O programa em questão havia mostrado a vida de presidiárias trans nas cadeias ao redor do Brasil e, no caso em questão, Drauzio Varella realizou uma visita na Penitenciária José Parada Neto, em Guarulhos. Entretanto, o real motivo das detentas estarem presas não foi mostrado no programa.

Na fala, Jair Bolsonaro criticou a Rede Globo por conta da reportagem, afirmando que a emissora havia escondido as informações reais sobre os crimes realizados por Suzy na matéria que foi ao para o "Fantástico". Bolsonaro, em sua conta oficial no Twitter, ressaltou que a emissora estava tratando criminosos como vítimas, omitindo os crimes praticados pelos mesmos.

Em um dado momento da entrevista, Suzy revelou que estava há oito anos sem receber visitas, ganhando um caloroso abraço de Dráuzio Varella e deixando milhões de pessoas comovidas com a atitude do médico. No entanto, dias depois, foi descoberto que Suzy estava na prisão devido a um homicídio triplamente qualificado, após abusar e matar uma crianças de 9 anos.

Após, o presidente afirmou que a internet será capaz de livrar a população brasileira de possíveis alienações vindas por parte da TV Globo, afirmando, ainda, que os crimes cometidos por Suzy deveriam ter penas mais rigorosas

A história da trans repercutiu em todo o Brasil.

Na redes sociais, milhares de pessoas comentaram sobre o assunto, muitos se mostrando a favor da postura do presidente e proferindo ataques contra a entrevista realizada com a presidiária trans no "Fantástico", para a Rede Globo.

Advogada divulga carta de Suzy

Após o grande alvoroço envolvendo a trans Suzy, a advogada da detenta, Bruna Castro, foi até seu Instagram nesta segunda-feira (9) para publicar uma carta realizada pela mesma.

Nas falas proferidas, Suzy de Oliveira afirma saber que errou e nunca tentou parecer inocente.

No texto, a presidiária revelou que, na data da entrevista realizada para o "Fantástico", não foi perguntado sobre o crime que a mesma havia cometido.

Suzy afirma saber que errou muito e que, no dia do crime, se arrependeu profundamente pelo que cometeu, estando, nos dias de hoje, pagando pelo todo mal que cometeu, cada hora e minuto que passa na cadeia.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!