A quarta-feira (2) do humorista Márvio Lúcio foi agitada. O artista, que é mais conhecido como Carioca, fez gravações em Brasília e no Palácio do Planalto para a sua estreia no programa "Domingo Espetacular", da Record TV. O artista fez várias esquetes parodiando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O humorista de 44 anos subiu a rampa com o presidente e fez uma “entrevista exclusiva” com Bolsonaro dentro do Palácio do Planalto. Na entrevista, ele chamou o presidente de “Bozo”, (apelido pelo qual o presidente Bolsonaro é tratado pelos seus opositores).

Carioca também revoltou os jornalistas presentes quando ofereceu uma “banana” aos profissionais da imprensa durante a costumeira entrevista que o líder do Executivo concede em frente à residência oficial.

De acordo com informações do UOL, o humorista revoltou também a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, quando a enganou. Durante sua visita ao setor residencial do Palácio, Carioca imitou a voz do presidente e chamou Michelle pelo nome, ela o atendeu e só percebeu que não era seu marido quando estava a poucos metros de distância do humorista.

Cancelamento

A “banana” que Carioca deu para os jornalistas acabou fazendo com que ele fosse o famoso “cancelado” do dia nas redes sociais. Durante a “coletiva”, vários jornalistas lhe deram as costas. Procurado para comentar o assunto, ele não quis falar.

O artista Márvio Lúcio dos Santos Lourenço fez parte da equipe do programa “Pânico” por 22 anos, seja em sua versão no rádio como na TV. Até bem pouco tempo, ele estava contratado pela Rede Globo, na emissora ele atuou como repórter e humorista na finada atração “Vídeo Show”.

Carioca nasceu em Niterói e é casado com Paola Machado. O casal tem dois filhos.

Ainda de acordo com o UOL, que ouviu um amigo do Carioca que lhe perguntou qual era a opinião do humorista sobre este “cancelamento”. O amigo afirmou Márvio Lúcio que não se importava com isso e afirmou que somente estava fazendo seu trabalho.

Ele ainda criticou os jornalistas chamando-os de “seletivos” em suas críticas e disse que buscava inspiração no humorista Chico Anysio (1931-2012).

O inesquecível humorista também fez uma apresentação para um presidente da República. Chico se apresentou para o presidente João Batista Figueiredo no ano de 1979, também no Palácio do Planalto, na ocasião, Chico Anysio se apresentou como sua personagem Salomé.

Entrevista

Depois de apareceu em Brasília e fazer uma paródia de uma entrevista coletiva de Jair Bolsonaro, Carioca esteve em São Paulo para participar do evento do anúncio da nova programação da Record TV nos domingos.

A primeira participação do humorista no “Domingo Espetacular” levará ao ar uma entrevista que ele fez com Bolsonaro. O humorista fez graça com o conteúdo da entrevista com o presidente, ele afirmou que conversou com Jair Bolsonaro sobre temas como legalização das armas e legalização das retroescavadeiras, uma clara menção ao episódio envolvendo o senador Ciro Gomes no Ceará.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!