O ex-BBB Felipe Prior era considerado por muitos como o favorito a levar o prêmio de R$ 1,5 milhão no reality. Porém, o arquiteto deixou o programa em uma disputa acirrada ao lado de Mari e Manu Gavassi. Após deixar o programa, Prior foi alvo de graves acusações.

Três mulheres alegam terem sido violentadas pelo ex-BBB nos anos de 2014, 2016 e 2018. Prior, que estava com a popularidade em alta da Rede Globo, e até mesmo com Famosos como Neymar, teria sido "deixado de lado" após as acusações.

De acordo com o site UOL, a Rede Globo teria ignorado o arquiteto e descartado a entrevista já gravada com o ex-BBB.

Na última sexta-feira (10), a emissora teria publicado uma chamada no site do programa, anunciando entrevistas com alguns ex-participantes sobre confinamento por conta do novo coronavírus. Segundo o site UOL, o material de Prior não teria sido exibido em razão das denúncias de abuso que teriam sido praticados antes do programa.

Prior é ignorado em publicação

Ainda de acordo com o site UOL, no último dia 2 de abril, a repórter Ana Carolina Raimundi, chegou a aparecer nos stories do Instagram de Prior, anunciando a reportagem que seria exibida no próximo domingo (12).

Em vídeo, a repórter afirmou que domingo estaria ao lado de Felipe Prior, com quem teria gravado uma entrevista sobre como seria sair do confinamento e se deparar com o mundo em isolamento social.

Na tarde da última sexta-feira (10), a pauta ressurgiu com trechos de entrevistas de ex-BBBs como Marcela, Daniel, Guilherme, Gabi, Victor Hugo, Bianca Andrade (Boca Rosa) e Pyong. Os depoimentos completos deverão ir ao ar na noite de domingo (12), durante o "Fantástico".

O material gravado com Felipe Prior foi ignorado na publicação. O arquiteto foi eliminado do programa com 56,73% dos votos, e ganhou a torcida de anônimos e famosos, que chegaram a fazer campanhas nas redes sociais por sua permanência.

Após as graves acusações, a assessoria do ex-BBB afirmou que Prior seria inocente de todas as acusações e que as denúncias disseminadas seriam falsas. A equipe afirmou, ainda, que os advogados do arquiteto tomariam todas as medidas jurídicas cabíveis ao caso.

Mulheres que denunciaram Prior são ouvidas

Segundo o Jornal Extra, as três mulheres que fizeram as denúncias de abuso contra Felipe Prior, já foram ouvidas pela Delegacia da Defesa da Mulher de São Paulo (1ª DDM).

No último dia 4 de abril, foi aberto um inquérito policial para investigar as acusações feitas a Prior. A informação foi confirmada pela delegada Maria Valéria Pereira Novaes de Paula Santos, titular da especializada. Santos afirmou que não poderia divulgar maiores detalhes pelo fato do processo correr em segredo de justiça.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!