“Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, disse o sertanejo Juliano, da dupla com Henrique, durante o encerramento da live dos dois na noite deste último domingo (19).

Diante disso, o presidente Jair Bolsonaro pegou o trecho do pronunciamento e publicou em suas redes sociais. Até o momento, a publicação conta com a participação de mais de 63 mil curtidas, 16 mil comentários e mais de 590 mil visualizações.

Após dizer o slogan de Bolsonaro, muitos fãs dos cantores se posicionaram pelas redes sociais.

Muitos admiradores da dupla comentaram que não era necessários eles se posicionarem sobre questão política nesse momento de pandemia. Por outro lado, muitos outros fãs foram a favor da menção do slogan de campanha no final da live. Até o fechamento dessa matéria, o caso ainda é de bastante repercussão nas redes sociais.

Recentemente, o atual presidente parabenizou o cantor sertanejo Gusttavo Lima em seu Twitter. Ao anunciar que não iria mais fazer transmissões ao vivo nesse período de proliferação do novo coronavírus pelo fato de denúncias, Bolsonaro publicou um vídeo do cantor sertanejo agradecendo o movimento que ele fez nas redes sociais, onde ele conseguiu coletar diversas toneladas de alimentos não perecíveis e dinheiro para ajudar pessoas que estão em situação difícil nesse período de pandemia.

Shows em casa

Durante os problemas envolvendo o coronavírus, muitos cantores continuam fazendo shows, mas agora, dentro de casa. A ideia partiu do cantor sertanejo Gusttavo Lima, onde ele conseguiu atingir mais de 700 mil visualizações simultâneas no YouTube. O cantor foi alvo de bastante polêmica, pois protagonizou muitas cenas engraçadas enquanto cantava os seus maiores sucessos na live.

A cantora Marília Mendonça também está realizando transmissões ao vivo de suas músicas pelas redes sociais. Além dos cantores sertanejos, muitos outros artistas de demais gêneros musicais também estão se adaptando ao novo momento que o país vem passando. A ideia é fazer com que a população continue a permanecer em casa e respeitar as recomendações impostas pelo Ministério da Saúde.

Coronavírus

O surto da doença, além de atingir a classe artística, também está afetando os trabalhadores informais, tendo como exemplo os vendedores ambulantes. Pelo fato de não haver muito fluxo de pessoas nas ruas, muitos vendedores não estão conseguindo gerar uma renda suficiente para bancar as despesas mensais. Diante disso, o atual presidente sancionou uma lei para auxiliar essas pessoas nesse período de quarentena.

De acordo com algumas informações, o benefício será de R$ 600, podendo ter um aumento de até R$1.200 para as mulheres que conseguirem atestar serem 'chefes' de família.

Bolsonaro e pandemia

Diferente dos demais presidentes mundiais, Bolsonaro tem se posicionado diferente sobre o surto do novo coronavírus. Durante alguns pronunciamentos, o presidente informa que as atividades profissionais não podem deixar de parar, pois isso irá gerar um certo problema para a economia brasileira.

No último domingo (19), Bolsonaro participou de um movimento organizado por apoiadores do atual governo. Em cima de um carro, o presidente discursou e ressaltou a importância da reabertura dos comércios no país e também da volta ao trabalho das pessoas que não estão no grupo de isolamento. Bolsonaro entende que esse momento é difícil, mas não há necessidades de paralisar todas as atividades profissionais, argumenta o chefe do Executivo durante entrevistas e pronunciamentos.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!