A Polícia Civil de São Paulo abriu um inquérito para que sejam investigadas as acusações de abuso e tentativa de abuso contra o ex-participante do "Big Brother Brasil 20" Felipe Prior.

Os casos em questão que serão investigados aconteceram entre 2014 e 2018, e o caso será conduzido pela Delegacia da Defesa da Mulher de São Paulo. A investigação dos casos foi aberta na última sexta-feira (3), logo após as acusações contra o ex-participante do reality show terem vindo à tona.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo emitiu uma declaração falando que o caso será investigado através de um inquérito policial que foi instaurado pela Delegacia de Defesa da Mulher da Capital, e que as vítimas dos casos serão ouvidas nos próximos dias para prestar os devidos esclarecimentos dos acontecimentos em relação às denúncias de abuso e tentativa de abuso contra Felipe Prior.

Reportagem traz casos contra Prior à tona

Na última sexta-feira (3) foi publicado pela revista Marie Claire uma reportagem na qual são apresentadas as três denúncias que foram feitas contra o arquiteto.

Os casos teriam acontecido nos anos de 2014, 2016 e 2018, durante eventos que são relacionados aos jogos universitários de Arquitetura e Urbanismo (InterFau).

O Ministério Público de São Paulo pediu que fosse instaurado um inquérito policial contra o arquiteto, para que fosse investigado o caso. Em uma nota enviada para a imprensa, o órgão declarou que foi requisitada uma instauração de um inquérito para que os fatos fossem apurados. O caso está atualmente em sigilo.

Prior nega acusações

Horas após a publicação que foi feita através da revista Marie Claire, o ex-participante do "Big Brother Brasil 20" Felipe Prior apareceu se manifestando a respeito da reportagem e das acusações que foram feitas a seu respeito.

Ele ainda rebateu a reportagem, alegando que desconhece os fatos que foram apresentados pela revista, a respeito dos dois casos e abuso e da suposta tentativa.

O arquiteto alegou através de um vídeo publicado em seu Instagram que ele nunca cometeu nenhum tipo de abuso contra ninguém e se declarou inocente. Prior ainda justificou falando que se sentia chateado de saber que depois que ele havia entrado na casa que as pessoas passaram a apresentar denúncias com teor mais pesado como esta que foi feita agora contra ele.

No comunicado feito pelo próprio ex-BBB, ele ainda informou que agora, diante da situação, os seus advogados estão tomando todas as providências necessárias em relação ao caso.

Uma nota também foi divulgada através do stories do Instagram de Prior, e desta vez foi feita pela assessoria de imprensa do arquiteto, e assinada com o nome dos três advogados que estão agora acompanhando o caso do arquiteto, que permanece em sigilo, tal como foi pedido pelo Ministério Público.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!