Felipe Prior participou da vigésima edição do "Big Brother Brasil". Dentro da casa ele foi um personagem bastante polêmico, mas fora dela ele está se tornando um verdadeiro vilão. Após a eliminação do arquiteto, denúncias de duas mulheres que o acusam de as ter violentado vieram à tona, e uma terceira o acusa de tentativa de abuso.

Como se não fosse pouco estar em evidência por acusações de violência sexual, Felipe Prior foi novamente acusado de abuso por uma quarta mulher, segundo a advogada Maira Pontes, que está defendendo as outras três supostas vítimas.

Mais uma mulher acusa Felipe Prior de violência sexual

Segundo informações da advogada de defesa das supostas vítimas de Felipe Prior, o crime ocorreu em 2015, mas ela não revelou em quais circunstâncias ele supostamente aconteceu.

Maira Pontes disse que a denúncia da quarta mulher ainda será incluída ao inquérito, ela ainda disse que não irá revelar mais detalhes de como aconteceu o suposto crime, pois não quer que a mulher seja identificada.

A advogada de defesa ainda relatou que vai adicionar ao inquérito já existente, mas que o Ministério Público é quem vai decidir se o caso correrá separado dos demais ou se tudo vai ser colocado no mesmo inquérito.

Felipe Prior tem habeas corpus negado

Os advogados de defesa do arquiteto sofreram a primeira derrota nos tribunais, na última terça-feira (14) eles pediram o habeas corpus preventivo, mas foi negado pela juíza Carla Santos Balestreri.

Segunda a juíza a razão para ela negar o pedido foi porque os advogados de defesa de Prior não apresentaram as informações necessárias para a análise do pedido.

Os advogados do arquiteto tentaram o habeas corpus para extinguir as denúncias de abuso e impedir que Prior fosse preso eventualmente. O argumento da defesa do ex-BBB para conseguir o habeas corpus foi que os supostos crimes já prescreveram.

De acordo com as leis vigentes, as vítimas têm até seis meses após o crime para fazer a denúncia, e os casos supostamente aconteceram em 2014, 2015, 2016 e 2018.

Acusações contra Felipe Prior

Tudo começou dia 3 de abril, quando a revista Marie Claire fez uma publicação onde apresentou duas acusações de abuso contra Felipe Prior e uma de tentativa de abuso.

Segundo as informações divulgadas, os supostos crimes aconteceram durante os jogos da InterFAU.

A defesa do arquiteto se pronunciou e disse que o arquiteto nega que tenha cometido tais crimes e que reafirma sua inocência, ainda disseram que estavam tomando as providências para refutar as acusações.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!