Ainda na noite da última terça-feira (05), um reportagem exibida durante o "Jornal Nacional" comentou a respeito de uma possível demissão de Regina Duarte, que atualmente ocupa o cargo de secretária de Cultura no Governo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

A possibilidade de que Regina Duarte seja demitida repercutiu na web e gerou diversas piadas com a secretária, que chegou a ser chamada de “ex-atriz” por Delis Ortiz, repórter do telejornal citado. Os telespectadores, por sua vez, não perdoaram e começaram a fazer especulações sobre o futuro de Regina caso ela deixe o governo Bolsonaro.

Vários internautas levantaram a possibilidade de que ela dê continuidade a carreira de atriz na Record TV, piada recorrente quando algum ator desaparece por um tempo das novelas.

Se mostra válido destacar que para assumir o seu cargo na Secretaria Especial de Cultura, Regina Duarte precisou abrir mão do seu contrato e de um salário de R$ 60 mil na Globo. Depois de todas as polêmicas nas quais se envolveu, inclusive com ex-colegas de emissora, muitos especulam que ela não poderá voltar à sua “antiga casa”.

Portanto, é possível ressaltar que alguns internautas ainda foram além nas especulações sobre o futuro da ex-atriz e afirmaram que caso ela venha a assinar realmente um contrato com a Record, ela poderá se tornar a estrela da nova versão de Caminhos do Coração, novela que conta com personagens mutantes.

Outros internautas, por sua vez, citaram as novelas bíblicas da Record para fazer piada com Regina Duarte, afirmando que caso ela realmente assiste contrato com a emissora poderá interpretar “Maria Madalena, a arrependida” na próxima trama da emissora de Edir Macedo.

Mais detalhes sobre a reportagem do 'Jornal Nacional'

Ainda na introdução da reportagem em questão, o âncora William Bonner anunciou que o maestro Dante Henrique Mantovani havia sido escolhido para ocupar o cargo de presidente da Funarte, mas acabou desistindo algumas horas depois de ser selecionado.

O órgão em questão possui vínculos com o Ministério do Turismo, ao qual a pasta de Regina Duarte também pertence.

É válido destacar que a ex-atriz não chegou a ser informada a respeito dessa decisão.

Posteriormente, Delis Ortiz conduziu a reportagem e chegou a citar uma série de áudios publicados pela revista Crusoé. Nas gravações citadas, Regina Duarte conversa com uma assessora e fala sobre a possibilidade de que Jair Bolsonaro esteja dando início a uma movimentação para demiti-la da Secretaria Especial de Cultura.

Assim que o áudio em questão foi veiculado pelo "Jornal Nacional", várias pessoas chegaram a lamentar a situação em que Regina Duarte se encontra e várias outras aproveitaram a ocasião para fazer piada com a atriz, citando o contrato com Record e o seu suposto futuro nas novelas bíblicas da emissora.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!