Durante uma entrevista concedida ao programa TV Fama, exibido pela RedeTV!, a atriz Regina Duarte comentou a respeito da demissão de José Mayer, ator veterano da Globo. A entrevista foi veiculada durante a última quarta-feira (07) e contou com uma opinião que promete gerar comentários nas redes sociais.

Mayer foi demitido da emissora após uma denúncia de assédio sexual. A denúncia partiu de uma figurinista, que trabalhava na novela "A Lei do Amor", e o caso teria acontecido nos bastidores de gravação.

De acordo com Regina Duarte, o cancelamento do contrato do ator só pode ser compreendido como algo muito injusto. Nesse sentido, a atriz descreveu a atitude dos diretores da Globo como algo covarde e absurdo, além de também ter destacado que se tratava de uma canalhice.

O caso de assédio aconteceu ainda no ano de 2017. Desde a denúncia, José Mayer ficou afastado das telas de TV. O motivo para o afastamento foi a polêmica gerada pelo fato.

Entretanto, durante esse período, o ator permaneceu vinculado à Globo, tendo a sua demissão efetivada apenas em janeiro de 2019.

Regina Duarte, por sua vez, iniciou a sua carreira na emissora ainda nos anos de 1960. A sua primeira aparição na TV foi na novela Véu de Noiva. O último trabalho da atriz para a Globo aconteceu no mesmo ano da denúncia de José Mayer, quando ela integrou o elenco de Tempo de Amar.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Opiniões polêmicas

Não é de hoje que Regina Duarte vem dando opiniões polêmicas por meio de entrevistas e nas redes sociais.

Além da entrevista concedida ao TV Fama, a atriz também esteve presente no programa Conversa com Bial, exibido pela Rede Globo. A entrevista foi exibida no dia 29 de julho.

Durante a sua participação no programa, Regina Duarte falou a respeito de seu posicionamento político, bem como da recepção que tal posicionamento teve nas redes sociais durante as eleições de 2018.

De acordo com ela, se no ano de 2002, ano em que participou de uma propaganda polícia cujo slogan acabou se transformando em meme (“Eu tenho medo”), ela foi chamada de terrorista por seu posicionamento, atualmente, as coisas não melhoraram muito. Modificou-se apenas o adjetivo utilizado para descrever o seu posicionamento, de modo que, atualmente, ela é chamada de fascista.

Para a atriz, categoriza-la dessa maneira representa uma forma de intolerância e faz com que ela se sinta confusa, uma vez que, para ela, um regime democrático permitia múltiplos pensamentos.

De encontro a isso, Regina Duarte também afirmou sempre respeitar todas as pessoas e, portanto, esperava o mesmo tipo de comportamento.

Durante a entrevista, a atriz também falou sobre o feminismo e afirmou que nunca se definiu dessa maneira, uma vez que acredita em “caminhos intermediários”.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo