A mãe da criança que caiu do nono andar de um prédio no Recife, Miguel Otávio, foi na manhã desta segunda-feira (29) até a delegacia onde Sari Corte, sua ex-patroa, estava indo prestar depoimento. Miguel estava sendo cuidado por Sari no momento em que caiu do prédio. De acordo com a TV Globo, a ex-patroa de Mirtes foi para a delegacia às 5h55, duas horas antes do horário normal da abertura da delegacia. Mãe de Miguel foi até onde a ex-patroa estava às 8h20 para esperá-la na porta.

Mãe de Miguel fala sobre sua ex-patroa

Para a emissora TV Globo (Rede Globo de Televisão), Mirtes questionou o porquê de Sari Corte Real não poder comparecer na delegacia no horário normal e se ela estava com medo de algo.

A mãe da criança falou neste domingo que não tem mais sentido arrumar sua casa sem ter mais o seu filho com ela.

A empregada está acusando sua ex-patroa de mentir para ela no hospital, quando disse que não conseguiu segurar a porta do elevador quando a criança estava lá. Porém, Mirtes contou que ficou em choque após ver os vídeos do elevador, que ele por si só desmentiu o que Sari tinha dito para ela.

Dia da queda de Miguel Otávio

No dia da queda do filho, dia 2 de junho, Mirtes estava passeando com o cachorro de sua patroa, enquanto seu filho ficou aos cuidados de Sari. As câmeras de segurança mostram o momento em que Miguel entrou no elevador para ir atrás de sua mãe. Sari então aperta um botão e deixa a criança no elevador sozinho, ele aperta vários botões e para no nono andar, onde ele caiu de uma altura de cerca de 35 metros.

No dia em que Miguel Otávio caiu do prédio onde a mãe trabalhava, Sari Corte Real, primeira-dama de Tamandaré, foi atuada em flagrante por homicídio culposo, conseguiu pagar a fiança e está respondendo em liberdade.

De acordo com o delegado Ramon Texeira, o caso deve ser concluído até dia 2 de julho.

Nesta quinta-feira (25), Mirtes prestou seu depoimento.

Família de Miguel não sabia que Sari iria à delegacia

A tia de Miguel, Fabiana Souza, disse que eles estavam indo para a delegacia afim de tentar mudar o homicídio culposo para homicídio doloso --quando tem intenção de matar. Fabiana confessou que não sabiam que Sari Corte iria prestar seu depoimento nesta segunda-feira (29).

A tia da criança disse estar revoltada, pois a ex-patroa de Mirtes pôde ser atendida tão cedo pelo delegado, que além do sentimento de perda, eles estão se sentindo injustiçados.

Além do depoimento de Mirtes e Sari, foram ouvidos também na sexta-feira (12), o gerente de operações do Pier Maurício de Nassau, Tomaz Silva e também a manicure Eliane Lopes, que estava no apartamento de Sari no momento da queda de Miguel.

Na quarta-feira (10), O ex-síndico do prédio e o porteiro também prestaram depoimento.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!