Fabio Porchat, ator e sócio do canal de humor no YouTube Porta dos Fundos, usou a conta do grupo no Instagram para promover um debate ao vivo sobre gordofobia. Ele conversou com as criadoras de conteúdo Alexandra Gurgel e Bianca Barroca. Na última quinta-feira (4), o Porta publicou o vídeo "Teste de Covid" e foi criticado por vários ativistas, que consideraram o conteúdo desrespeitoso com pessoas obesas.

O vídeo mostra o ator Fabio de Luca interpretando um paciente que busca um resultado de teste para covid-19, a atriz Thati Lopes interpreta a atendente de laboratório que lhe passa as informações sobre seu laudo e lhe passa orientações médicas por telefone.

A atendente avisa ao homem que seu resultado foi negativo, pois o vírus não teria conseguido resistir ao corpo “podre" do homem. Ela informa também que o novo coronavírus: "morreu abafado dentro da veia dele", e segue fazendo várias críticas ao personagem sobre sua saúde e estilo de vida. O vídeo não está mais disponível no canal de humor do YouTube e o grupo tem a intenção de refazê-lo com outro ator.

Bianca Barroca

A criadora de conteúdo postou em seu Instagram no último domingo (7) um vídeo em que faz críticas ao roteiro do vídeo do Porta dos Fundos. Ela afirmou que além de ser ofensivo, o vídeo desestimularia pessoas obesas de cuidarem de sua saúde.

Em entrevista ao site Universa, do UOL, Bianca relembrou que, quando assistiu ao conteúdo do vídeo, sentiu-se ofendida com a forma que as pessoas acima do peso foram retratadas.

Ela disse que o vídeo mostra um estereótipo que está vigente há vários anos no mercado audiovisual, que não condiz com a realidade dessas pessoas, pois, muitos deles trabalham, namoram, são pais e mães, fazem viagens e também são atletas. Porém, no imaginário coletivo que é reforçado pela mídia, os obesos estão sempre sentados no sofá, assistindo Televisão e comendo, o que ela considerou um desserviço.

Diante da polêmica, o grupo decidiu fazer uma live para debater o tema e também se desculpar com as pessoas.

Sem piadas com o oprimido

Fabio Porchat iniciou a live afirmando que as críticas de minorias não podem ser consideradas como "mimimi". O ator disse que para ele a ignorância não é problema, pois ninguém nasce sabendo.

O problema é a recusa em não aprender, disse Porchat.

Ele explicou ainda que, no grupo humorístico, todos os roteiros são aprovados previamente, e que cada um dos integrantes escreve um roteiro e leva para uma reunião em que é feita uma leitura coletiva.

Depois de terem ouvido e lido o roteiro, juntos, o fato curioso é que ninguém ficou preocupado com a situação, pois não havia indicação de ator. Desta maneira, a intenção era fazer piada com uma pessoa com o organismo tão debilitado que nem mesmo o vírus iria querer ficar naquele corpo. Mas Porchat reconheceu que depois de pronto, o vídeo ganhou outra conotação.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!