Aos 55 anos, Chris Rock passou por uma bateria de testes cognitivos com duração de nove horas. Os testes que ocorreram no início de 2020 foram responsáveis por uma nova descoberta. Chris foi diagnosticado com um tipo de transtorno de aprendizagem do campo não verbal.

Os resultados das avaliações mostraram que o ator e comediante tem dificuldades relacionadas a compreensão de sinais não verbais, o que faz com que ele compreenda grande parte das coisas com literalidade. Este tipo de dificuldade também é encontrada no TEA (Transtorno do Espectro do Autismo).

Relato de Chris

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o comediante relatou que tudo que ele entende são palavras, no entanto, ele acredita que suas "dificuldades" colaboraram com o sucesso em sua carreira.

Chris relatou ainda que "estas coisas" não são ótimas quando se tratam de relacionamentos pessoais, cara a cara, porém para escrever as suas piadas elas são realmente ótimas.

Apesar de ser algo positivo para sua carreira de humorista, o comediante admite que a condição também afetou a sua vida no dia a dia. Ao relembrar situações do passado, ele relata que muitas vezes recebia respostas negativas das pessoas, e que na época acreditava que essa era a forma como os outros pensavam que ele era e não o que ele realmente era. No entanto, após o diagnóstico, Chris pode observar que em muitas destas situações ele era o pivô.

Terapeuta

O diagnóstico recente ainda é uma grande novidade na vida do comediante que para entender suas limitações conta com a ajuda de dois terapeutas.

De acordo com Chris, além de lidar com o Transtorno de Aprendizado descoberto, ele também está tratando alguns traumas relacionados à infância.

Para o comediante, o medo foi uma de suas motivações no início da carreira, no entanto, ele precisa lidar com o seu passado e esta é a primeira vez que Chris decide enfrentar seus traumas e dificuldades sem ser de forma cômica.

Oscilação de sentimentos

Um dos grandes problemas relatados pelo comediante é que ele sempre teve um grande ego enquanto sua auto-estima sempre foi bastante baixa. Para o comediante o ego é responsável por botá-lo no palco, no entanto, a sua baixa auto-estima faz com que ele pratique muitas vezes a mesma coisa por não acreditar em si mesmo.

Chris explica seus sentimentos dizendo que eles fazem com que ele pense que é uma verdadeira fraude e que não acredite que alguém possa realmente amá-lo apenas pelo que ele é.

Por isso ele precisa ser realmente bom no que se propõe a fazer.

Carreira

Chris é multifunções, trabalha como comediante, ator, roteirista, produtor, dublador e cineasta americano. Ele já foi ganhador de quatro prêmios Emmy e três prêmios Grammy.

Um dos grandes trabalhos de sua carreira foi o grande sucesso "Todo Mundo Odeia o Chris", seriado no qual ele foi o responsável pela criação, escrita e narração.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!