O novo quadro da CNN Brasil, o "Liberdade de Opinião", foi uma aposta da emissora de notícias para alavancar a audiência vespertina, porém, até o momento, a aposta não teve bons resultados em sua estreia. As informações são do site Notícias da TV.

A atração que estreou na última segunda-feira (18) tem como um de seus debatedores o comentarista político e bacharel em direito Caio Coppola, que fazia parte do quadro "O Grande Debate". Também faz parte da nova atração da CNN a nova contratada da emissora, a jornalista Rita Lisauskas. O "Liberdade de Opinião", quadro transmitido dentro do "Visão CNN", fez o ibope do telejornal cair em comparação com as duas segundas-feiras anteriores de 2021.

A nova atração da emissora ficou no ar das 14h30 até 15h07 na última segunda-feira (18), e ficou apenas na 18ª posição da TV paga no PNT (Painel Nacional de Televisão), responsável por medir a audiência das 15 maiores regiões metropolitanas do Brasil. No mesmo horário, o programa "Estúdio I", da concorrente GloboNews, do Grupo Globo, ficou com a segunda colocação, atrás apenas do canal Viva, emissora especializada em reprises de atrações da Rede Globo.

Com este resultado, a emissora ficou 23% de sua média na mesma faixa horária das outras segundas-feiras de 2021. Os números que o Notícias da TV obteve mostram que durante os comentários da jornalista Rita Lisauskas, que ocorreram entre 14h30 e 14h48, a nova atração alcançou um pouco mais de 33 mil pessoas, ficando assim na 21ª posição na disputa entre os canais da TV paga.

Com Caio Coppolla, por sua vez, que comentou no "Liberdade de Opinião" no horário de 14h48 até 15h07, a atração foi vista por 44,6 mil telespectadores, ficando assim na 16ª colocação no PNT. O tema do programa no dia foi o início da vacinação no Brasil.

Defesa de Pazuello

Na edição do "Liberdade de Opinião" da terça-feira (19), questionado pela âncora do "Visão CNN", a jornalista Carla Vilhena, Caio Coppola defendeu fervorosamente o ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Vilhena disse que “Pazuello é chamado de grande especialista em logística” e perguntou se haveria uma falha do ministro no atraso na distribuição das doses da vacina CoronaVac.

Caio então saiu em defesa de Pazuello afirmando que ele é realmente merecedor do título de expert na área da logística e para justificar seus elogios rasgados ao militar citou as olimpíadas de 2016 e também falou sobre a operação Acolhida, que recebeu refugiados vindos da Venezuela.

Caio ainda aproveitou para felicitar o jornalista Alexandre Garcia, que pela manhã na CNN também havia defendido Pazuello, Caio disse que Garcia foi “brilhante” ao dizer que “houve um atraso na antecipação”.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!