Existem várias teorias sobre a origem da vida. Naturalmente, cada uma delas defende um ponto de vista diferente. Sobre a origem da vida a partir da água, a teoria mais aceita é que sem esse composto molecular não existiria vida sobre a Terra. Corroboram com essa ideia, as ciências biológicas ao afirmar que o corpo humano é formado por 60% a 75% de água. Por outro lado, mas não menos importante, Jesus Cristo disse: “Eu sou a água da vida, quem bebe a minha água nunca mais terá sede”.

Não importa a abordagem, se é científica, popular ou religiosa, o importante é perceber que a água é um líquido tão importante quanto o oxigênio.

Publicidade
Publicidade

A partir da água, a vida se manifesta nas mais diferentes formas e espécies. Acredita-se que a maior bacia hidrográfica do mundo, a bacia Amazônica, que está situada em vários países da América do Sul, seja um berçário natural da vida.

Por outro lado, pode-se dizer que, se a expedição de Charles Davir tivesse vindo parar por aqui, por uma dessas coincidência da história, a Patagônia ainda estaria por ser descoberta, ou seja, ninguém saberia da sua existência. De fato, Amazônia brasileira é uma metáfora perfeita da vida. Em toda a sua extensão, rios de águas claras e transparentes servem para matar a cede de milhares de aves, insetos e irrigar as matas e igapós.

A biodiversidade da Amazônia é indescritível. Encontram-se nela plantas das mais variadas espécies. Grandes e pequenas. Plantas verdes, amarelas e roxas, como se saídas de um grande laboratório de última geração.

Publicidade

Plantas nativas que servem para todo o tipo de chás, tratamentos cicatrizantes e fitoterápicos.

Encontram-se, também, todo o tipo de sementes e dispersores naturais, animais e insetos. Milhares de espécies conhecidas e catalogadas pela ciência, assim como milhares delas desconhecidas. Os índios, caboclos e ribeirinhos da região conhecem muito bem as plantas, animais e insetos amazônicos. Pena que os ditos “doutores” não conseguem dialogar com os “nativos” da região e conhecimentos são desperdiçados.

Existem também nos rios da Amazônia peixes de todas as espécies, tamanhos, cores e sabores. Peixes que servem para tornar a culinária amazônica apreciada por turistas do mundo inteiro. Animais, das mais variadas famílias, também são encontrados. Frutas de variados sabores e odores, também existem em desmedida. Um mundo paralelo acontece na floresta amazônica.

Enfim, sobre as águas de rios caudalosos, de plantas e árvores milenares, de animais e insetos ainda desconhecidos pela ciência, a #Fauna e a #Flora amazônica se refazem a cada momento, a cada instante. Mas até quando este baile sincronizado da vida vai aguentar? #amazonia