Um fato inusitado aconteceu na segunda-feira 05 de dezembro, na cidade de Balneário Piçarras, no litoral norte catarinense. Um homem de 40 anos que, não teve seu nome revelado pelas autoridades, ficou 'entalado' na abertura para passagem de alimentos da porta de uma cela na Delegacia de Polícia Civil da cidade. Segundo informações repassadas pela Polícia Civil, o sujeito foi preso em flagrante por volta das doze horas, logo após praticar um furto. Ele foi levado em uma viatura da polícia e quando já estava na delegacia aguardando em uma cela para ser transferido para uma penitenciária tentou escapar pela portinha utilizada para passar alimentos.

Publicidade
Publicidade

De acordo com os relatos dos policiais, o buraco onde o indivíduo tentou passar tem aproximadamente trinta centímetros.

Conforme os policiais, só deu fé do caso por volta das 16h30mi, quando o homem começou a gritar por socorro logo após, ele perceber que, a sua tentativa, de fuga, não saiu do jeito que ele planejou.

Diante da situação, os policiais ainda tentaram tirar o indivíduo preso no buraco, mas, não tiveram sucesso e uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada. Quando os socorristas chegaram ao local informado, tiveram que usar uma ferramenta hidráulica para abrir mais espaço para poder retirar o sujeito preso. O resgate do indivíduo durou cerca de trinta minutos já que a porta era bem reforçada com várias barras de ferro no interior. O sujeito não precisou ser encaminhado para uma unidade médica ele pois não sofreu ferimentos graves.

Publicidade

Conforme a Delegacia de Polícia Civil da cidade, até as dezessete horas de segunda-feira (05), o acusado ainda estava aguardado em outra cela a sua transferência para penitenciária de Canhanduba, em Itajaí (SC). O acusado além de ser preso em flagrante por roubo, agora vai responder por #Crime de tentativa de fuga. A polícia da cidade abriu um inquérito e o caso está sendo investigado.

Até o fechamento deste artigo não havia informações se, o suspeito já foi transferido para o presídio de Canhanduba. #Investigação Criminal #Casos de polícia