A vida diária é um corre-corre, faz com que as pessoas não tenham uma boa qualidade de vida e, principalmente as mulheres (donas de casa) têm sobrecarga de afazeres. Muitas cuidam da casa, dos filhos, trabalham fora e nem sempre têm quem as ajude nos serviços domésticos, e assim acabam tendo que se desdobrar para conseguirem realizar tantas atividades. E não é tarefa fácil. Muitas não têm tempo para cuidar do lado pessoal e este acaba ficando renegado a segundo plano.

Hoje em dia a mulher precisa ajudar no orçamento familiar e muitas são mantenedoras, arcando com todas as despesas; são os arrimos de #Família. O papel da mulher atualmente aumentou e muitas vezes a leva a ter uma carga maior de afazeres, gerando em muitos casos o estresse.

É o preço que a mulher contemporânea paga pela conquista da liberdade e auto-suficiência. A mulher esperou tanto tempo para conquistar o seu espaço e acaba se deparando com esses embarques da sociedade atual, pois a liberdade diz em termos subtendidos: "Você conquistou a liberdade, tudo bem..., pode trabalhar, estudar, ter liberdade sexual, mas não se esqueça de que ao se casar e ter filhos, você será uma dona de casa e, como tal, terá responsabilidades e compromissos." E assim não se previu anteriormente que a liberdade tem seu preço.

E muitas mulheres, em prol dos seus sonhos, abandonam a faculdade e a carreira para serem somente donas de casa. Ficar em casa muitas vezes é mais cômodo para elas e para os maridos que podem mantê-las. Os homens são machistas e ter a mulher em casa é mais seguro para eles. Mas com o tempo, a mulher, de acordo com psicólogos e terapeutas, poderão se sentir frustradas, pois terão que lidar com a rotina da casa e dos filhos, e após anos, verão que suas amigas da faculdade se formaram e seguiram carreira, enquanto elas não adquiriram uma profissionalização e ficaram à mercê do lar. #Opinião

É importante que a mulher consiga conciliar casa, filhos e profissão, e que conquiste o seu espaço profissional, pois assim não se sentirão decepcionadas ou inúteis. E se o casamento não der certo pelo menos terão a profissão como tábua de salvação. E vamos à luta!