Em 1992, foi exibido na rede HBO (Home Box Office) um documentário sobre Beth Thomas chamado Child of Rage ( A ira de um Anjo, em português) realizado em parceira com o psicólogo clínico Dr. Ken Magid, especializado em casos de abuso infantil. O documentário consiste em entrevistas realizadas com os pais da crianças e com a própria durante alguma sessões com o psicólogo, além de retratar toda sua trajetória.

Quando tinha apenas um ano de idade, Beth perdeu sua mãe durante o parto do irmão mais novo e foi abusada sexualmente por seu pai biológico. Posteriormente, com 1 ano e 7 meses, ela e seu irmão John foram adotados por um casal que não podia ter filhos. 

Após a adoção, o casal percebeu alguns comportamentos estranhos vindos por parte de Beth.

Publicidade
Publicidade

Ela costumava machucar seu irmão, principalmente em sua genitália, além de ferir e matar alguns animais com qual tinha contato. Com isso, os pais decidiram trancar a porta do quarto da garota durante a noite para que não pudesse mais causar algum dano no próprio irmão. Eles não sabiam a história real das crianças antes de serem adotadas, mas após os comportamentos e instruções de profissionais foram percebendo que ela mostrava sinais de abuso.

As crianças que são traumatizadas nos primeiros anos de vida desenvolvem sérios transtornos psicológicos que afetam na sua vida futura. No caso de Beth, o trauma vivenciado quando tinha apenas 1 ano gerou perturbações muito graves que acabaram destruindo sua capacidade de amar ao próximo, de desenvolver empatia para com o outro, tornando-a uma psicopata. 

Depois de avaliar o tamanho dos problemas psicológicos de Beth, o Dr.

Publicidade

Magid sentiu que para o bem da #Família a garota precisava se afastar temporariamente, então, seus pais a levaram para uma casa especial com profissionais especializados em cuidar de crianças com desordem emocional. O local é bem monitorado e os responsáveis tomam controle sobre tudo, portanto, a criança deve sempre pedir para realizar algo.

A mente de uma criança, por ainda estar em fase de desenvolvimento, é mais maleável que a mente adulta, por isso, a história possui um desfecho positivo onde Beth foi capaz de aprender a amar novamente dentro deste novo ambiente que permaneceu por um tempo

Atualmente, Beth Thomas tem aproximadamente 32 anos de idade e trabalha como enfermeira ajudando pessoas e famílias vítimas de abuso. Outra curiosidade é que a partir do documentário foi criado um filme dirigido por Larry Peerce também chamado de "A Ira de um Anjo".  #entrevista #Violência