Falar sozinho em voz alta não é um sinal de loucura. De acordo com um estudo, isso pode até apontar várias fatores positivos para a pessoa e ainda trazer vários benefícios em tarefas do dia-a-dia.

A principal conclusão do estudo realizado pela Universidade de Bangor, no Reino Unido, é que falar sozinho em voz alta ajuda a aumentar a capacidade intelectual e pode indicar maior inteligência. Aqueles que falam consigo mesmos enquanto se concentram em uma tarefa fazem melhor do que aqueles que ficam sossegados, segundo os especialistas.

O estudo foi realizado por vários psicólogos da faculdade de Bangor e consistiu em uma tarefa atribuída a 28 pessoas diferentes.

Publicidade
Publicidade

O que cada um dos participantes da pesquisa teve que fazer foi apenas ler em voz alta ou silenciosamente e, enquanto isso, sua capacidade de #Concentração e desempenho era medida. As 28 pessoas receberam um conjunto de instruções por escrito, que tiveram que ler para o referido estudo.

Eles descobriram, então, que quando as pessoas leem as instruções em voz alta, seus cérebros absorvem mais do que leram do que se usassem seu diálogo de forma interna. A doutora Paloma Mari-Beffa, professora de neuropsicologia e psicologia cognitiva, disse que "nossos resultados demonstraram que, mesmo que conversemos com nós mesmos para obter controle durante tarefas desafiadoras, o desempenho melhora substancialmente quando o fazemos em voz alta".

Para esta especialista, falar em voz alta pode mesmo ajudar na concentração e na melhor interiorização do que se está fazendo. "Falar em voz alta, quando a mente não está vagando, poderia realmente ser um sinal de alto funcionamento cognitivo.

Publicidade

O estereótipo do cientista louco conversando consigo mesmo, perdido em seu próprio mundo interior, pode refletir a realidade de um gênio que usa todos os meios à sua disposição para aumentar seu poder cerebral", disse Paloma Mari-Beffa.

A professora de neuropsicologia disse que isso pode mesmo explicar porque tantos esportistas profissionais gostam de falar em voz alta durante as competições. Os exemplos de duas das tenistas mais competitivas da história do esporte, Maria Sharapova e Serena Williams, explicam este conceito.

As duas campeãs de Grand Slam falam frequentemente durante as suas partidas de tênis, especialmente em momentos decisivos dos confrontos. "Elas dizem coisas como 'vamos lá' ou 'mantenha o foco' nos momentos de maior estresse", explicou a pesquisadora, o que seria uma forma de elas interiorizarem melhor que é mesmo isso que elas têm que fazer.

E o leitor, também fala sozinho e em voz alta? Concorda com os resultados deste estudo? Deixe sua opinião. #FalarSozinho #UniversidadedeBangor