Um grupo de pesquisadores da Universidade do Chile, liderado pelo brasileiro João Francisco Botelho, desenvolveu, em uma galinha, característica presente, somente, nos extintos dinossauros. Os pesquisadores interferiram no desenvolvimento de um embrião de galinha e conseguiram modificar a perna do pintinho que viria a nascer. Tal perna tem a característica total de uma perna de dinossauro. Esse fato abre espaço para a discussões e análises acerca da possibilidade de o homem trazer, para os tempos atuais, mais traços semelhantes aos dinossauros.

Com relação à perna das aves, percebe-se que ela tem um formato de dois ossos, onde um chega a ser mais grosso que o outro.

Publicidade
Publicidade

O mais grosso é conhecido pelo nome de tíbia, já o mais fino e também mais curto é chamado de fíbula. Essa é a característica das pernas das aves atuais. Já os extintos dinossauros, de acordo com os pesquisadores, tinham a perna com a grossura e tamanho iguais nos dois ossos.

Ter a perna com um osso fino e o outro grosso, segundo os pesquisadores, para as aves atuais, é um avanço que contribui para que elas possam voar perfeitamente bem e tranquilas, isso é uma ‘inovação genética’. No laboratório científico, o time de pesquisadores do Chile conseguiu inibir quimicamente uma ação proporcionada por um gene que tem a sua função intencionada a interromper o crescimento do osso.

Essa não é a primeira vez que o brasileiro Botelho consegue um feito relativo a traços típicos dos extintos dinossauros.

Publicidade

Ele também já tinha feito uma ave nascer sem o polegar opositor torcido, no ano passado. No entanto, de acordo com o pesquisador, ele não tem a intenção de trazer de volta ao mundo os temidos dinossauros, mas sim, entender como viviam os seres que dominaram a Terra há milhões de anos.

Porém, é claro, pesquisas como essa abrem o debate à questão de que, quanto mais os cientistas avançam na compreensão dos genes dos dinossauros, mais perto está o planeta de conseguir, talvez, trazer de volta uma réplica viva desses seres. Algo que seria totalmente instigante para os fãs de dinossauros. #Curiosidades